11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como ficaram as cirurgias plásticas no período de quarentena

Pacientes devem conhecer restrições à cirurgia plástica na quarentena e conversar com médico de confiança.

O novo coronavírus resultou em uma situação inédita em todo o mundo, demandando isolamento social como principal estratégia para conter a propagação da Covid-19, o que também gerou mudanças para realizar cirurgia plástica na quarentena.

É fundamental que as pacientes interessadas em realizar alguma cirurgia plástica entendam a complexidade do atual momento e o que pode ou não durante a pandemia.

É possível fazer cirurgia plástica na quarentena?

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), seguindo recomendações de entidades de saúde internacionais, indica que haja ponderação dos profissionais para avaliar casos urgentes ou não.

A entidade recomenda que os atendimentos continuem, mas sejam reduzidos, dedicando-se principalmente para atendimento aos pacientes já operados em período de recuperação e casos urgentes.

Outra possibilidade é o atendimento remoto, para garantir a integridade da equipe médica e também das pacientes tendo em visto a alta transmissibilidade da Covid-19 e a recorrência de casos assintomáticos.

Dessa forma, a recomendação é que a cirurgia plástica na quarentena não seja realizada devido aos fatores, como:

  • não sobrecarregar o sistema de saúde com procedimentos eletivos;
  • proteger a integridade dos médicos e pacientes;
  • evitar que a paciente fique com a saúde debilitada em um momento de pandemia;
  • não usar, sem necessidade, recursos médicos essenciais.

No entanto, procedimentos que não sobrecarregam o sistema de saúde, como aqueles realizados no consultório do cirurgião plástico, seguindo as recomendações sanitárias, podem ser realizados.

Diversos procedimentos se enquadram nesse caso, como aplicação de toxina botulínica, preenchimento com ácido hialurônico, harmonização facial, peeling e outros.

Como aproveitar esse momento para se preparar para uma cirurgia plástica?

Como visto, é preferível que as cirurgias plásticas eletivas não sejam realizadas na quarentena, no entanto, o cirurgião plástico também atende casos emergenciais, sendo importante avaliar quando procedimentos do tipo não podem ser adiados.

Mesmo que a cirurgia plástica na quarentena não seja indicada, as pacientes que almejam realizar o procedimento em breve podem aproveitar esse momento. Entre as possibilidades destacam-se:

  • use a quarentena para pesquisar mais informações sobre o procedimento que deseja fazer entendendo o pré-operatório, execução da cirurgia e recuperação;
  • pesquise um cirurgião plástico confiável e que seja membro da SBCP, buscando informações sobre formação, experiência e atendimento de outros pacientes;
  • faça um planejamento financeiro completo, avaliando os custos de exames pré-operatórios, procedimento, internação hospitalar e pós-operatório, como com cintas, medicamentos e sessões de drenagem linfática;
  • reavalie seus hábitos, pois o indicado é que a cirurgia plástica seja realizada com a paciente dentro do peso ideal e bons parâmetros de saúde. Dessa forma, a quarentena é um bom momento para uma reeducação alimentar e iniciar uma rotina de exercícios físicos;
  • tenha mais atenção a hábitos que reduzem sua imunidade, como o tabaco, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e outros. 

Portanto, ainda que a cirurgia plástica na quarentena não seja recomendada devido aos diversos fatores apresentados, isso não significa que esse momento não possa ser usado positivamente para preparar-se para realizá-la em breve, principalmente com a manutenção de hábitos saudáveis.

Escolher um cirurgião plástico comprometido com sua saúde e seu bem-estar físico é fundamental. Converse com nossa equipe e saiba mais!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).