11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como evitar retenção de Liquido

Saiba como evitar ou aliviar a retenção de líquido.

A retenção de líquido sempre foi um dos problemas mais comuns em nossas vidas, sendo algo bastante incomodo e atingindo 8 em cada 10 mulheres. Não há nada pior que se sentir inchada e perceber que todo aquele esforço para emagrecer desaparece na hora de tentar colocar o jeans. Geralmente, quem tem problemas com retenção de líquido tende a ter a barriga mais saliente, o que passa a impressão de ganho de peso. Suas causas podem variar bastante, mas ela está quase sempre relacionada com a hipertensão arterial, má alimentação, excesso de sal, clima, sedentarismo, problemas de postura, excesso de proteína ou problemas de questão hormonal. Além disso, problemas hepáticos, cardíacos ou renais, bem como as inflamações e doenças como a de tireoide, por exemplo, também têm relação direta com a retenção.

Como faço para evitar a retenção de líquidos?

Antes de mais nada é preciso descobrir o que pode estar causando o problema. Se a causa for alguma alteração hormonal ou estiver relacionada com um tipo de alimentação desregrada ou inadequada, uma dica ótima é sempre aumentar a ingestão de água, pois ela estimula o funcionamento dos rins e traz uma melhora na circulação do corpo. Descoberto isso, é preciso fazer uma mudança nos hábitos alimentares, que também é um fator fundamental para quem não quer sofrer com a retenção de líquidos. Uma dica é investir em uma alimentação rica em frutas, legumes, verduras e saladas, diminuindo não só a quantidade de sal propriamente dito, mas também fast-foods e todos os alimentos gordurosos e condimentados.

Se você está com excesso de peso a retenção de líquidos também vai ocorrer com mais frequência, uma vez que seu corpo está desregulado e com sobrecargas de substâncias. Isso dificulta a própria circulação do sangue e, nesse caso, é necessário adotar a boa e velha prática de exercícios físicos a fim de evitar o inchaço do corpo. Porém, antes de começar com seus exercícios, o ideal é passar por um(a) especialista para saber quais são suas reais condições e que tipo de exercício físico será ideal para seu caso.

Tensão Pré-Menstrual (TPM) e Anticoncepcionais

Antes da menstruação acontecer ocorre um aumento brusco da produção da progesterona em nosso organismo. A partir daí, a retenção de líquidos pode dar sinais através dos seios, da região do abdômen e, em casos extremos, em outras regiões do corpo como braços e pés. Estudos mostraram que a ingestão de ácido gamalinoleico e vitamina E ajuda a aliviar os sintomas. Eles são encontrados sob a forma de cápsulas ou em alimentos como nozes, gérmen de trigo, sementes, castanhas, óleos vegetais e linhaça.

Os anticoncepcionais podem e tendem a provocar a retenção de líquidos no corpo. O grau de impacto vai depender das pílulas e da resposta de seu organismo. As mais antigas, por exemplo, têm mais estrogênio e por isso provocam mais retenção hídrica. Por outro lado, abandonar os anticoncepcionais pode não ser a melhor solução. O ideal é falar com seu ginecologista para saber qual pílula diminui a retenção hídrica.

Atenha-se a alguns hábitos!

Quando a mulher fica muito tempo sentada, sua panturrilha tende a começar a bombear esse líquido para o tronco e isso ajuda a inchar a região. Para evitar esse problema, evite ficar muito tempo sentada e caminhe durante alguns minutos diariamente. É importante também sentar-se sempre com a coluna ereta e massagear os pés de vez em quando para ajudar na circulação. Porém, ficar muito tempo em pé também pode fazer mal. Isso faz com que os líquidos desçam para as pernas e pode inchar tornozelos, coxas e pernas. Tente encontrar o equilíbrio. Além disso, o salto, que é um calçado de elegância para a mulher, pode tensionar e muito a panturrilha. Ao invés de optar por saltos muito altos, opte pelos intermediários. Lembre-se de que quanto mais confortável ele salto, menos vai contribuir para a retenção de líquidos.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).