11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como as redes sociais podem influenciar na forma que você vê o seu corpo?

Redes sociais e seu impacto

Corpos irreais das redes sociais têm influência negativa na autoestima feminina. Saiba como reduzir esse mal estar e aumentar sua satisfação pessoal!

 

A existência de um padrão de beleza feminino já vem de décadas, com algumas desconstruções principalmente devido ao empoderamento das mulheres. No entanto, as redes sociais promovem imagens irrealistas de corpos femininos diariamente. Entenda melhor a seguir! 

Qual a influência das redes sociais na autoestima?

A tecnologia e as redes sociais trouxeram diversos benefícios, como a possibilidade de conversar e manter contato com amigos e familiares e também conhecer pessoas do mundo todo.

No entanto, também permitiu uma exposição intensa às vidas alheias, com influenciadores postando diariamente um estilo de vida detalhadamente criado para essa exposição.

Com isso, pessoas normais, principalmente mulheres jovens e adolescentes, são cada vez mais expostas aos corpos de influenciadoras de moda, fitness, comportamento e outros.

Um estudo realizado pela Universidade de Bristol, no Reino Unido, identificou que o peso das pessoas que aparecem nas mídias e redes sociais influencia a percepção do próprio corpo e a autoestima.

O aumento das publicações de corpos magérrimos nas redes sociais resulta na maior insatisfação com os corpos reais e também eleva a quantidade de pessoas com transtornos alimentares.

Uma das razões para essas ocorrências é que os corpos publicados nas redes sociais, muitos vezes, são irrealistas, sendo retocados por aplicativos de edição ou mesmo fruto de um estilo de vida que não é possível acompanhar.

Como superar o mal estar causado e melhorar sua autoestima?

É evidente que a influência das redes sociais nos padrões estéticos femininos não será facilmente superada. No entanto, algumas dicas podem te ajudar a conquistar mais autoestima e satisfação pessoal, como:

  • siga influenciadoras com corpos reais, pois o problema não está nas redes sociais em si, mas no uso e na comparação resultante. Portanto, pesquise por mulheres com corpos semelhantes ao seu e inspire-se na sua beleza natural;
  • estipule um tempo diário máximo para uso das redes sociais, evitando que as interações digitais substituam o contato humano com amigos e familiares;
  • busque informações sobre saúde e bem-estar em sites e canais confiáveis, permitindo encontrar referências saudáveis para seguir e se inspirar positivamente;
  • avalie bons hábitos que podem ser incorporados à sua rotina considerando seu estilo de vida, suas preferências e objetivos para que eles possam impactar sua vida positivamente sem sobrecarregar o lado emocional.

Outro aspecto importante é saber quando pedir ajuda a amigos ou familiares quando identificar que a situação está além do seu controle, como se as redes sociais causarem ansiedade excessiva, alterações alimentares, transtorno de imagem ou mesmo depressão.

Ter a inspiração de belezas realistas contribui para reduzir a cobrança consigo mesma, perceber que não precisa ser magra para ser bonita e sentir mais satisfação e alegria com o próprio corpo e escolhas.

A autoaceitação não implica em deixar os cuidados pessoais de lado, pelo contrário. Você pode definir uma rotina que se encaixa melhor na sua vida e nas suas escolhas e ser feliz com elas.

Mesmo a realização de procedimentos estéticos e cirurgias plásticas é sim uma possibilidade caso você sinta algum incomodo. No entanto, é importante que essas decisões sejam baseadas no seu bem-estar e desejo e não apenas na influencia de terceiros e de redes sociais.

Por conta desses fatores, um cirurgião plástico sério sempre considera as motivações para uma intervenção estética, de forma que a saúde mental acompanha sempre a decisão pela cirurgia plástica.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).