Quais cirurgias têm como objetivo modelar o corpo? Confira!

mulher de maiô branco na praia sorrindo

Lipoaspiração, lipoescultura, abdominoplastia e outras cirurgias plásticas podem ser a solução que você buscava para redefinir os contornos e melhorar a silhueta.

Muitas vezes, exercícios físicos e alimentação equilibrada não são suficientes para alcançar a silhueta dos sonhos. Mesmo com muito esforço, a insatisfação pode persistir. Porém, em vez de ficar frustrada, que tal considerar as cirurgias plásticas para modelar o corpo?

Claro que, antes de recorrer aos métodos cirúrgicos, é possível experimentar os diversos procedimentos estéticos, que podem oferecer bons resultados dependendo do caso de cada pessoa.

Contudo, algumas vezes as imperfeições podem apresentar um grau maior do que a capacidade dos tratamentos não cirúrgico ou, então, a queixa não pode ser resolvida com um procedimento estético. Assim, a indicação de uma cirurgia plástica ganha mais força.

Cirurgias plásticas para modelar o corpo

Em muitas ocasiões, algumas cirurgias plásticas, como a lipoaspiração e a lipoescultura, são vistas como soluções para emagrecer, mas isso não corresponde à realidade. Na verdade, esses procedimentos têm como objetivo redefinir os contornos corporais.

Mas eles não são os únicos: quando falamos em abdominoplastia ou em mamoplastia de aumento, por exemplo, também estamos considerando cirurgias para modelar o corpo. Saiba mais sobre essas técnicas:

  1. Lipoaspiração

Muitas vezes vista equivocadamente como um método de emagrecimento, a lipoaspiração na verdade visa à remoção da gordura e à redefinição da silhueta por meio da melhora dos contornos corporais.

Na lipoaspiração propriamente dita, pode-se remover a gordura localizada de várias partes do corpo, como abdômen, flancos, coxas, glúteos, joelhos etc. Ela é feita com anestesia geral e em ambiente hospitalar.

Existe ainda a hidrolipo ou mini lipo, que consiste no tratamento de apenas uma região pequena, utilizando anestesia local. Saiba mais sobre as diferenças entre a lipoaspiração e a hidrolipo.

representação de marcação de cirurgia na barriga

 

fonte: pinterest
  1. Lipoescultura

A lipoescultura é uma das principais cirurgias quando o objetivo é modelar o corpo, pois ela consiste em remover a gordura dos locais em que ela está em excesso e reacomodá-la nas áreas às quais se deseja dar mais volume.

Por exemplo: costuma-se retirar o tecido adiposo em excesso de áreas como abdômen, quadril e flancos e, depois de passar por um tratamento, ele é enxertado em locais como glúteos, coxas ou face (para corrigir os sulcos e vincos).

Assim como na lipoaspiração, esta cirurgia utiliza a anestesia geral e deve ser feita em ambiente hospitalar, que disponibiliza equipes treinadas e equipamentos adequados em caso de complicações – as quais felizmente são raras.

Veja mais – Descubra Quais São as Vantagens da Lipoescultura!

  1. Abdominoplastia

Quem sofre com a barriguinha saliente pode obter bons resultados com a abdominoplastia, a cirurgia que visa dar um novo perfil à região abdominal por meio da redução do volume, tonificação dos músculos, remoção da gordura excedente e correção da flacidez.

Novamente, esta não é uma cirurgia plástica que visa à perda de peso, mas sim que tem o objetivo de modelar o corpo ao dar um novo contorno à barriga, deixando-a mais lisa e firme. Saiba mais sobre as indicações da abdominoplastia.

  1. Mamoplastia de aumento

O aumento das mamas com prótese de silicone também é uma forma de modelar o corpo, pois esta cirurgia plástica proporciona um novo contorno à região do busto, muitas vezes deixando as relações entre as medidas corporais mais harmônicas.

Para obter um resultado bonito e natural, é necessário avaliar as características de cada paciente, de modo a escolher uma prótese com o volume e o perfil mais adequados.

  1. Mamoplastia redutora

Assim como a mamoplastia de aumento, a mamoplastia redutora também é capaz de proporcionar uma silhueta mais harmônica e com medidas mais proporcionais quando se consideram as mamas, a cintura e o quadril.

Porém, a redução de mamas pode ir além de modelar o corpo: muitas vezes, essa cirurgia plástica é também uma questão de saúde, pois seios muito volumosos podem causar prejuízos à coluna, infecções de pele e limitação dos movimentos.

  1. Mastopexia com ou sem prótese

Muitos pacientes imaginam que colocar prótese de silicone nas mamas também serve para deixá-las em uma posição mais levantada, corrigindo a flacidez. Contudo, a inserção de implantes em mamas já flácidas não resolve esse problema e ainda pode piorá-lo.

Nesse caso, a solução para as mamas caídas costuma ser a mastopexia, a cirurgia plástica que corrige a flacidez e remove a pele em excesso dessa região, remodelando o perfil dos seios e proporcionando uma aparência mais jovem.

A mastopexia pode ser feita com prótese quando é necessário aumentar o volume das mamas, ou então sem prótese, quando o volume natural da paciente é suficiente para proporcionar um bom resultado.

próteses de silicone nas mãos de um médico
fonte: pinterest

 

Simule Agora sua Prótese Mamária

  1. Prótese de glúteo

Outra cirurgia plástica que permite modelar o corpo é a colocação de próteses de silicone nos glúteos, proporcionando maior volume para essa região. Esse é um procedimento buscado principalmente por quem não obteve bons resultados apenas com exercícios físicos.

Assim como acontece com as próteses mamárias, a melhor da prótese de glúteo varia de pessoa para pessoa, e a escolha só pode ser feita com o auxílio de um médico especialista em cirurgia plástica.

Se você ficou interessada em alguma dessas cirurgias, agente uma avaliação presencial com a Dra. Luciana Pepino para descobrir se ela realmente é a melhor opção para você e saiba mais sobre outros procedimentos que podem te deixar ainda mais bonita e feliz.

  • 40
    Shares

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).