11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Conheça como é feito a cirurgia de mamoplastia na Clínica Luciana Pepino

mamoplastia na clínica luciana pepino

A insatisfação com os seios atinge grande parte das mulheres, fazendo com que recorram a procedimentos que garantam alguma reparação. Está em jogo a autoestima, tão essencial para o bem-estar. A mamoplastia na Clínica Luciana Pepino tem o objetivo de proporcionar esse aumento da satisfação com o próprio corpo, contribuindo para uma autopercepção mais positiva da mulher e ganho de qualidade de vida.

Apesar dessas cirurgias serem recorrentes, cada clínica tem processos diferentes. Então, para ajudar você a entender como funciona a mamoplastia na clínica Luciana Pepino, conversamos com a própria cirurgiã, que nos contou um pouco sobre o procedimento. Confira na leitura a seguir!

O que é mamoplastia, afinal?

Dra. Luciana Pepino conta que essa é uma das cirurgias plásticas mais comuns entre as mulheres. Como o termo sugere, é realizada nos seios e pode ser de vários tipos, cada uma com um objetivo diferente.

Quais são os tipos de mamoplastia?

“Nós temos a mamoplastia de aumento, a redutora e a mastopexia”, conta a cirurgiã. As diferenças são as seguintes.

  • de aumento: colocação de prótese apenas, sem retirada de pele;
  • redutora de mamas: realizada em seios grandes ou naqueles com muita pele, que apresentam flacidez. O objetivo é diminuir e promover o levantamento;
  • mastopexia: faz apenas o levantamento da mama. Pode ser com ou sem prótese.

Quais as etapas para a realização da cirurgia?

“O primeiro passo é marcar a consulta. Nesse dia, converso com a paciente, para entender as expectativas, as dúvidas sobre a cirurgia nos seios e fazer uma avaliação”, explica a Dra. Luciana.

“Então, analisando o desejo dela, explico todas as opções cirúrgicas e planejamos juntas o tratamento. Aqui na clínica, a paciente ainda recebe orientações completas sobre o uso de suplementações, que são tomadas antes da cirurgia. Também, faço algumas indicações importantes, sempre com a intenção de diminuir os riscos de complicações. Apenas após esses processos, fechamos contrato, agendamos a cirurgia e fazemos as fotografias para o histórico de comparação”.

Quais os cuidados no pré-operatório?

Os cuidados variam, de acordo a cirurgia e as condições da paciente. No entanto, algo comum é a solicitação de exames, de modo a avaliar possíveis condições impeditivas da cirurgia. Dra. Luciana conta que costuma sugerir, também, os seguintes cuidados básicos:

  • usar suplementação: tem o objetivo de preparar o organismo para o procedimento. Um dos benefícios é deixar a fase de cicatrização mais favorável;
  • suspender algumas medicações: o anticoncepcional, por exemplo, deve ser suspenso, sob o risco de trombose. É preciso avaliar, ainda, outros remédios dos quais a mulher faça uso;
  • perder peso: não são todas as mulheres que precisam, mas dependendo da situação e do objetivo, isso é recomendado;
  • interromper o cigarro: assim como a pílula, ele pode causar complicações sérias para a cirurgia.

Quais os cuidados no pós-operatório?

Realizada a cirurgia, agora, os cuidados são em prol de manter um resultado lindo. Dra. Luciana indica os seguintes cuidados:

  • seguir as orientações em relação ao curativo e ao banho: isso é passado à paciente antes do procedimento;
  • fazer drenagem linfática: é feita após 1 semana, na própria clínica Luciana Pepino;
  • ter cautela com a movimentação dos braços: não pode elevá-los, nem movimentar para trás, por exemplo;
  • dormir na posição certa: nos primeiros 3 meses, apenas de barriga para cima;
  • aguardar o tempo adequado para dirigir: pelo menos, 15 dias. Pode voltar aos poucos, após isso, se o carro for automático e a direção hidráulica;
  • não realizar atividades físicas: elas são permitidas depois de 30 dias, se forem leves. As de alto impacto só após 3 meses;
  • fazer repouso e não trabalhar: por 15 dias;
  • usar sutiã cirúrgico: por 30 dias, retirando apenas para o banho.

Quais são as fases da cicatrização?

A cicatrização é o processo de reparação de um tecido lesionado. Durante esse tempo, a pele passa pelos seguintes estágios:

  • inflamatório: dura 72 horas. É comum haver dor, calor, inchaço e pele avermelhada;
  • proliferativo: dura de 14 a 21 dias. Nessa fase, ocorre a restituição de vasos sanguíneos e linfáticos, além da produção de colágeno;
  • maturação: há redução da vascularização e o alinhamento das fibras de colágeno. Esse processo pode chegar ao fim apenas após 1 ano e meio.

Como são os pontos da cirurgia e quais os cuidados?

“Cada profissional tem sua preferência. Aqui na clínica, prefiro fazer os pontos na parte profunda, pois não há necessidade de retirá-los depois. Com relação aos cuidados, é fundamental manter a cicatriz seca e a cautela nas movimentações”, explica Dra. Luciana.

Para garantir uma cicatriz bonita e sutil, dicas saudáveis também são recomendadas:

  • ter uma alimentação saudável, baseada em legumes, vegetais e proteínas;
  • manter a hidratação com o consumo de muita água;
  • não fumar.

Quais os diferenciais de fazer a mamoplastia na Clínica Luciana Pepino?

Uma das grandes vantagens de optar pela mamoplastia na Clínica Luciana Pepino é o fato de todos os processos (de pré e pós-operatório) serem feitos no mesmo local, por uma equipe que já trabalha junto há anos. A paciente é acompanhada de perto, em todas as etapas, diminuindo possibilidade de complicações, oportunizando decisões no tempo certo e aumentando a satisfação com os resultados.

O que mais preciso saber antes de realizar uma mamoplastia?

Dra. Luciana Pepino comenta sobre algumas tendências e prevalências na clínica: “atualmente, temos recebido muitas pacientes com o objetivo de corrigir cirurgias anteriores, realizadas com outro profissional. Esses casos podem dificultar o processo de cicatrização”. Assim, a mulher precisa ter ainda mais cuidados no pós-operatório, além de fazer o procedimento com um cirurgião de confiança.

Outra recomendação da médica é para a paciente com o objetivo de redução e inserção de prótese ao mesmo tempo. “Nem sempre esses dois processos são recomendados em uma única vez. A cirurgia em 2 tempos, ou seja, com espaçamento de meses, costuma ser a mais indicada e segura”. Contudo, claro, a avaliação do pré-operatório dirá a melhor opção.

Por fim, Dra. Luciana comenta sobre uma escolha das mulheres nos últimos tempos: a cirurgia híbrida. “Colocamos um pouco de prótese e completamos com a gordura do próprio corpo. Há, também, as que preferem aumentar sem colocar prótese. Hoje, já existem técnicas capazes disso”, completa.

Enfim, como você viu, são várias possibilidades de mamoplastia na Clínica Luciana Pepino. Sendo assim, vale a pena fazer uma avaliação confiável e conhecê-las mais de perto antes de tomar uma das decisões mais importantes da sua vida, concorda?

Caso tenha ficado com dúvidas sobre algum processo ou você queira agendar uma consulta de avaliação, entre em contato conosco!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).