11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

Conheça a história de sucesso da Ana Maria e como foi sua experiência com a cirurgia plástica!

cirurgia plástica

A boa autoestima é um dos combustíveis para uma vida favorável e mais satisfatória. No entanto, aceitar a própria imagem no espelho não é a realidade de boa parte das mulheres. Ana Maria queria sair dessa estatística e fazer parte do grupo daquelas que refletiam mais autoaceitação e felicidade. Foi aí que começou a pensar na cirurgia plástica como um caminho para esse fim.

Já havia passado por 4 gestações, o que sucedeu em um pouco de flacidez. Os sinais de envelhecimento no rosto também começavam a aparecer. O resultado era uma angústia com ela própria. Os seios a incomodavam muito. E reparar em seu perfil nas fotos também não a agradava nada.

Contudo, havia um grande impasse que dificultava sua decisão. Ana Maria tinha expectativas altas, mas não queria fazer qualquer cirurgia plástica. Ela estava em busca de um resultado natural, o que parecia ser impossível de encontrar.

Quer descobrir o desenrolar dessa história e saber se Ana Maria teve sucesso nessa questão? Continue nas próximas linhas!

O que a incomodava tanto?

Ana Maria tem 61 anos. Sua formação é em gastronomia, mas devido à baixa valorização dessa área, no mercado, preferiu se especializar como consultora em finanças. Ainda atua na profissão, mas também alterna o trabalho com alguns períodos sabáticos.

Formou uma grande família, após suas 4 gestações. No entanto, tempo após tempo não se sentia contente com seus seios. Precisava fazer algo que renovasse não só suas mamas, mas também sua autoestima. Começou a analisar os resultados de outras mulheres que haviam passado por cirurgias plásticas, mas nenhum chamava sua atenção.

Além disso, havia outra característica a amargurando: uma pele sobrando no queixo. Aparecer de perfil em fotos era algo que passou a evitar.

Ana Maria tinha consciência de que suas necessidades eram totalmente estéticas. Ainda assim, estava decidida. Desejava ir em busca de um resultado que a fizesse se sentir mais de bem consigo mesma.

Como se decidiu pela cirurgia plástica?

Depois de uma busca incessante, descobriu uma amiga que havia feito o procedimento de prótese nas mamas. Não conseguia acreditar. O resultado parecia tão natural e incrível! Foi então que perguntou o nome da médica: “Dra. Luciana Pepino”, ouviu como resposta. Entusiasmada por desejar um efeito parecido, tratou logo de pedir o contato.

Era 2011, na época, Ana Maria, com 52 anos, chegou à clínica que mudaria o modo como passaria a se encarar no espelho. Já ao entrar, notou o tratamento diferenciado dado pelos atendentes. Pareciam todos escolhidos a dedo. Sobre a médica, Ana Maria diz ter percebido grande empatia por parte dela, o que gerou uma identificação de imediato.

A consulta também a surpreendeu por outro motivo:

“Dra. Luciana me inspira bastante confiança. Ela é muito resistente em fazer qualquer coisa que seja exagerado. Na verdade, as mamas eu queria maior, mas ela foi contida, procurando uma prótese que coubesse na minha estrutura e que não ficasse demais”, diz ela. E continua sua observação sobre a cirurgiã:

“Sobre a cirurgia facial, ela questionou a real necessidade e sugeriu que fosse bem pouco. Se ela errar, será para menos e não para mais. É uma profissional que não faria nada que me prejudicasse”.

Como avalia seus resultados?

O resultado não poderia ser melhor: renovação da autoestima, com muito sucesso. A Dra. Luciana também cuidou de todo o pós-operatório. A intenção era se certificar dos resultados positivos e da satisfação da paciente.

Foi na consulta de avaliação que a médica percebeu uma cicatriz atrás da orelha, que precisava de retoque, o que foi feito imediatamente. O contentamento e a confiança com a Dra. Luciana, por parte de Ana Maria, só aumentou depois disso tudo.

Tanto é que ela não parou por aí. Há 2 anos, teve que fazer a troca dos silicones nos seios. Não teve dúvidas de quem procuraria! A credibilidade estava estabelecida e ela não se arriscaria com qualquer outra pessoa.

Aproveitou e, dessa vez, tentou próteses um pouco maiores. Conseguiu! Como as anteriores haviam aberto um pouco de espaço, a Dra. Luciana concordou que, agora, o resultado ficaria legal.

Também resolveu fazer outro lifting facial, para renovar o anterior. A experiência foi positiva, novamente. “Apesar do sofrimento cirúrgico duas vezes, foi melhor fazer pouca coisa de cada vez”, relata. Além disso, aproveitou que faria o procedimento e incluiu na lista uma renovada na pálpebra. A Dra. Luciana deu o aval e tudo resolvido. Não precisa nem dizer o quanto adorou o resultado, não é?

Qual a conclusão da paciente?

Se tivesse que dar um conselho a quem também procura por uma cirurgia plástica e pesquisa sobre o trabalho de Dra. Luciana, Ana Maria diz que o primeiro ponto é ter uma conversa franca com a médica. Já que apesar de levar muito em consideração a vontade dos pacientes, também é clara sobre os resultados. Ela quer agradar, com certeza, mas também não faz nada que seja prejudicial.

“Ela não tem pressa, explica com calma e mostra casos. Outro ponto é que nem sempre a opção da Dra. Luciana é a cirurgia plástica. Uma vantagem é que ela realiza outros procedimentos estéticos não invasivos, que eu também já fiz com ela.”

Ana Maria conta que já fez harmonização facial e botox, procedimentos menos invasivos e que podem ser o primeiro passo para quem não tem coragem de iniciar por um procedimento cirúrgico. “Atualmente, com tanta informação na internet é só pesquisar ‘Luciana Pepino’, que você não verá denúncias ou depoimentos de pacientes insatisfeitos”, completa.

Ela conta ainda que, além de continuar retornando aos processos com a Dra. Luciana, ainda a indica a várias pessoas. “Uma amiga fez prótese de mama, outra redução e outra cirurgia facial. E essas pessoas saíram muito satisfeitas!”

Ana Maria ressalta que todos os procedimentos realizados na mão da Dra. Luciana Pepino são bastante suaves. As pessoas percebem um rejuvenescimento e uma harmonia maior, mas nem imaginam ser uma cirurgia plástica. Por fim, finaliza, refletindo, toda orgulhosa, que quem a vê jamais imagina ter a idade que realmente tem.

A história de Ana Maria inspirou você? Que tal resolver suas angústias, assim como ela? Entre em contato com a clínica, agende sua consulta e garanta uma autoestima maior!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).