Menu

Cirurgia nas mamas: quando a redução de mamilos é adequada para você?

É possível corrigir apenas o tamanho dos mamilos de forma isolada, mas esse procedimento costuma acompanhar outras cirurgias plásticas nas mamas

Quando falamos em cirurgia nas mamas, as primeiras possibilidades em que pensamos são a colocação de próteses de silicone, a redução dos seios ou mesmo o lifting dessa região. Porém, existem outros procedimentos para essa região, como a redução de mamilos.

Um mamilo considerado muito grande para o conjunto formado entre ele, a aréola e a mama não represente um problema de saúde e pode ser perfeitamente funcional. Contudo, muitas mulheres – e homens também! – se sentem inseguras por apresentar essa característica.

Quem precisa fazer a cirurgia de redução de mamilos

Assim como outros traços da nossa aparência, não existe um padrão de beleza para os mamilos. Eles podem ser de diversos formatos, tamanhos e cores, e por isso não se pode dizer que alguém “precise” fazer uma cirurgia nas mamas para corrigi-los.

Entretanto, as pessoas que se sentem desconfortáveis em função dessa parte do corpo podem sim buscar uma solução na cirurgia plástica, pois uma insatisfação como essa pode limitar a vida social e íntima, levando a problemas emocionais e psicológicos.

Esse é o caso de quem considera seus mamilos desproporcionais ao restante da mama ou fica constrangido quando eles se projetam e ficam aparentes mesmo por baixo da roupa, por exemplo.

Assim, a redução é indicada para homens e mulheres que se sentem insatisfeitos com uma aparente desproporção do mamilo, que pode ter crescido exageradamente devido a fatores genéticos, amamentação ou desequilíbrios hormonais (inclusive o uso de anabolizantes).

cirurgia nas mamas

Redução de mamilos e outras cirurgias plásticas nas mamas

Embora seja possível realizar a redução de mamilos de forma isolada se a queixa do paciente se concentrar apenas nessa região, o mais comum é que esse procedimento seja associado a outra cirurgia nas mamas.

Em geral, os mamilos são trabalhados em conjunto com as aréolas, mas ambos os procedimentos costumam ser feitos de forma complementar a cirurgias como mamoplastia de aumento, mamoplastia de redução e mastopexia (lifting dos seios) com ou sem prótese.

Além disso, para os homens, a cirurgia de redução de mamilos e também de aréola costuma acompanhar a cirurgia de ginecomastia.

Dessa forma, o resultado fica ainda mais harmônico, proporcionando mamas remodeladas, esteticamente agradáveis e rejuvenescidas para homens e mulheres.

Cirurgia nas mamas: como é feita a redução de mamilos

Essa cirurgia nas mamas é relativamente simples. Quando feita isoladamente, ela leva em torno de 30 a 45 minutos e pode ser realizada apenas com anestesia local, o que permite que a redução de mamilos seja feita na própria clínica.

Porém, caso ela seja associada a outra cirurgia nessa região ou seja utilizada a sedação intravenosa para que o paciente durma, o procedimento deverá ser feito em ambiente hospitalar e levará mais tempo.

A técnica cirúrgica mais apropriada para a redução depende de qual aspecto dos mamilos deve ser reduzido. Ou seja, depende se eles são muito largos, muito compridos, muito projetados ou, ainda, se apresentam mais de uma dessas características.

Geralmente, são feitas duas incisões em formato de círculo na base do mamilo, de modo a retirar um anel de pele excedente e deixar o novo mamilo com um tamanho proporcional à aréola e ao seio.

Na sequência da remoção do excesso de tecido, é feita a fixação do mamilo redesenhado no centro da aréola por meio de uma sutura. Os pontos costumam ser retirados entre 7 a 10 dias depois do procedimento, deixando cicatrizes quase imperceptíveis.

Veja também – Mamoplastia redutora: mais que estética, questão de saúde.

Como é o pós-operatório na redução de mamilos

A redução dos mamilos por si só tem uma recuperação considerada tranquila, sem apresentar muitos desconfortos ou dores. Quando a paciente tem algum incômodo, geralmente ele pode ser aliviado com analgésicos comuns prescritos pelo médico.

É comum que haja um pouco de edema na região, mas o inchaço não costuma apresentar um grau muito acentuado e é absorvido pelo organismo em cerca de duas semanas.

Em relação aos curativos, eles dependem da abrangência da cirurgia. Quando o procedimento foi apenas nos mamilos, os curativos devem de modo a estabilizar o novo formato. Porém, pode haver outros tipos de curativo se ele for associado a outra cirurgia nas mamas.

Assim como acontece em outros procedimentos nessa região, as mulheres devem usar um sutiã especial para o pós-operatório durante os primeiros 30 dias, com o objetivo de oferecer uma maior sustentação para os tecidos e favorecer a cicatrização.

Nas primeiras duas semanas, é aconselhável não tomar banhos de mar e piscina para evitar possíveis irritações e infecções na região operada, enquanto as atividades físicas devem ser suspensas para evitar lesões ou prejuízos à reacomodação dos tecidos.

Assim como em outros procedimentos, o paciente deve evitar a exposição ao sol durante a cicatrização para que a pele não fique com manchas permanentes.

Caso a redução de mamilos seja associada a outras cirurgias nas mamas, o tempo de recuperação será mais longo e poderá exigir outros cuidados.

cirurgia nas mamas

Não deixe de ver – Confira 07 procedimentos estéticos realizados pela Dra. Luciana Pepino que vão te deixar linda!

Amamentação e sensibilidade

Qualquer região que passa por uma cirurgia plástica está sujeita à perda de sensibilidade, mas esse costuma ser um efeito temporário e que se resolve sozinho em alguns dias ou semanas.

Em relação à amamentação, salvo algumas exceções, também não há prejuízos para os dutos de leite, permitindo que futuros filhos mamem no peito sem problemas na maior parte das vezes.

Contudo, tanto a gestação quanto a amamentação são duas das principais causas da flacidez mamária, o que pode causar alterações em toda a mama, inclusive nos mamilos, e isso comprometeria o resultado da cirurgia plástica.

Dessa forma, é sempre mais aconselhável fazer a redução dos mamilos depois de ter tido e amamentado todos os filhos desejados.

Ficou interessada nessa cirurgia? Então entre em contato para agendar sua avaliação com a Dra. Luciana Pepino para saber mais sobre esse procedimento e outras possibilidades para se sentir cada vez mais linda!

  • 11
    Shares

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).