Conheça os tipos de cirurgia plástica no nariz

Mulher com cirurgia no nariz

Cirurgia no nariz pode ter finalidades estéticas ou funcionais dependendo do quadro do paciente

A rinoplastia é a cirurgia no nariz, mas diferentemente do que muitas pessoas pensam, nem sempre esse procedimento é estético, podendo ter outras finalidades de acordo com o caso.

Os diferentes tipos de cirurgia plástica no nariz possibilitam alterações estéticas e funcionais variadas, ampliando as indicações da rinoplastia e também entregando resultados mais benéficos e satisfatórios aos anseios do paciente.

A seguir conheça os diferentes tipos de procedimentos realizados no nariz e o que cada um deles visa corrigir!

Quais os tipos de cirurgia no nariz?

Como afirmamos, a rinoplastia pode visar diferentes problemas ou incômodos com a estética ou funcionalidade do nariz. Por essa razão, existem diferentes tipos dessa cirurgia plástica.

Rinoplastia de redução

A rinoplastia de redução é uma cirurgia no nariz com fins estéticos, visando diminuir o tamanho ou largura do nariz, seja da ponta, do dorso ou das asas nasais.

Em geral, essa técnica é almejada por pacientes que consideram que o tamanho do nariz é desproporcional ao restante da face, de forma que procedimentos como a ressecção das asas nasais e redução do dorso nasal contribuem para um nariz mais harmonioso com a face.

Rinoplastia de aumento

Também considerada uma rinoplastia estética, há pacientes que demandam o aumento das estruturas nasais para que elas fiquem mais compatíveis com o restante do rosto.

Esse tipo de procedimento pode ser realizado em diferentes situações, como em caso de subdesenvolvimento congênito, perda de parte do nariz em acidentes, uma primeira rinoplastia mal sucedida ou existência de uma desproporção incomoda ao paciente.

O aumento nasal é possível utilizando um enxerto de cartilagem, que pode ser retirado de locais como o septo, orelha ou costelas. Outras opções são próteses sintéticas, como de silicone, para entregar o tamanho nasal almejado.

Rinoplastia étnica

Também consiste em uma cirurgia plástica com fins estéticos, mas a rinoplastia étnica tem como foco alterações no formato ou tamanho do nariz que são característicos da etnia do paciente.

O termo é utilizado para alterações nasais em grupos étnicos como os africanos, asiáticos ocidentais e povos da Oceania e seus descendentes.

O objetivo da rinoplastia étnica não é alterar a identidade do paciente, mas fazer alterações estéticas que ressaltam os traços e que ofereça um resultado mais harmônico de acordo com os desejos do paciente.

Rinoplastia pós-traumática

Consiste na cirurgia no nariz realizada após lesões na região que causem danos ou alteram a aparência dos ossos e cartilagens, prejudicando a estética ou funcionalidade do nariz.

Nesses casos, as alterações mais comuns incluem a correção do desvio de septo, que deixa o nariz torto e causa dificuldade respiratória associada à congestão nasal e assimetrias.

Quando a alteração do nariz é causada por um trauma, a realização da rinoplastia pós-traumática em um prazo que varia de 7 a 10 dias aumenta consideravelmente as chances de sucesso da intervenção.

Rinoplastia funcional

A cirurgia no nariz do tipo funcional é recomendada quando o paciente tem alguma insatisfação estética com o nariz, seja devido ao tamanho ou formato, mas também apresenta alterações anatômicas que prejudicam a respiração.

Esse é o caso de pacientes com desvio de septo nos quais a capacidade respiratória fica comprometida. Nessas situações é possível fazer uma rinoplastia associada à septoplastia, que consiste na correção do desvio de septo.

Outra alteração anatômica prejudicial é a hipertrofia dos cornetos, que também pode ser associada à rinoplastia para atender demandas estéticas e funcionais concomitantemente.

A indicação pela associação dos procedimentos deve-se a proximidade das regiões operadas e complementaridade das técnicas. Além disso, o paciente é submetido a apenas um pós-operatório da rinoplastia.

Rinoplastia secundária

Esse tipo de rinoplastia também é conhecido como cirurgia de correção ou revisão e consiste em realizar uma nova cirurgia no nariz em pacientes que já realizaram o procedimento, mas que não ficaram satisfeitos com os resultados.

Uma característica da rinoplastia secundária é que o cirurgião plástico precisa lidar com tecido fibroso na região, além de ter menos cartilagem disponível. Devido essas particularidades é fundamental que o profissional seja experiente para entregar os resultados desejados.

Esse tipo de procedimento também pode ser realizado visando melhorar a funcionalidade nasal que pode ter sido prejudicada com a primeira intervenção cirúrgica.

Portanto, existem diferentes tipos de cirurgia para deixar o nariz mais harmônico, sendo que a recomendação da técnica ideal deverá ser feita pelo cirurgião plástico após avaliação da estética e funcionalidade do nariz.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp