(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
saiba como proceder para engravidar após cirurgia plástica no abdômen

Gravidez pós abdominoplastia: cuidados que você precisa ter

Se após realizar o procedimento você engravidar, alguns cuidados precisam ser tomados. Confira a seguir quais são eles

As mulheres sempre foram muito julgadas não só por suas atitudes, mas também por sua aparência, sendo vítimas de pressões estéticas quase que inatingíveis.

Felizmente, com o passar dos anos e o desenvolvimento não só da sociedade, mas também da medicina e da tecnologia, as mulheres podem decidir sobre o que fazer com o próprio corpo, incluindo as alterações que desejar para se sentir bem consigo.

Um dos procedimentos mais procurados é a plástica de abdômen, já que é o sonho de muitas ter a barriga chapada e firme.

Descubra abaixo um pouco mais sobre a cirurgia e os cuidados que se exige em caso de gravidez posterior.

O que é a plástica de abdômen?

Essa cirurgia plástica no abdômen tem como objetivo retirar tanto o excesso de gordura quanto o de pele da região abdominal, auxiliando na diminuição da flacidez e possibilitando uma barriga mais lisa e dura. Também remove as estrias e as cicatrizes presentes na região.

Diferentemente do que muitos pensam, o público-alvo não são as pessoas acima do peso, mas sim aquelas que se encontram bem próximo ao peso ideal, embora tenham pele em excesso e gordura localizada.

É muito comum em pacientes que realizaram bariátrica, perderam muito peso e, consequentemente, ficaram com sobras de pele flácida.

Para realizá-la, como se trata de um procedimento cirúrgico, o médico precisa checar todas as condições de saúde, através dos mais variados exames. Além disso, precisa-se suspender o uso de álcool, cigarros e alguns medicamentos.

O processo em si dura de duas a quatro horas e é feito com anestesia peridural. O cirurgião abre um corte na linha entre os pelos pubianos e o umbigo por onde os excessos passarão.

Após a remoção, os músculos abdominais ficarão enfraquecidos e poderão ser costurados, finalizando o procedimento.

No período de até quatro dias é comum ser necessária a internação hospitalar, para a garantia do sucesso da cirurgia e redução do risco de complicações. A recuperação completa demora cerca de dois meses e exige cautela.

Entre os cuidados no pós-operatório, estão o uso de faixa abdominal, a paralisação de qualquer atividade e esforços físicos, a atenção quanto à postura e vários outros que podem ser consultados com o seu cirurgião.

Embora seja considerado um procedimento seguro, existem riscos que não podem ser banalizados e esquecidos por quem pensa em realizar a cirurgia plástica no abdômen. Por essa razão, é essencial analisar uma série de fatores antes da decisão ser tomada.

As complicações mais comuns são hematomas, necrose de tecido, assimetria de cicatriz e de tecido, insuficiência respiratória, tromboembolismo e seroma, que é o acúmulo de líquidos.

Se a mulher deseja engravidar, existem ainda mais riscos e mais cuidados a serem seguidos. Para saber mais, continue a leitura.

O que preciso pensar antes de fazer essa cirurgia plástica se planejo engravidar?

mulher grávida após cirurgia plástica no abdômen ou abdominoplastia

Algumas mulheres desejam tanto engravidar quanto realizar uma cirurgia plástica na barriga. No geral, os médicos recomendam que os filhos venham primeiro e apenas quando a prole já estiver definida, realizar os procedimentos estéticos.

Sabendo disso, a maioria das pacientes já se planeja antecipadamente e só encara as cirurgias plásticas nesse momento indicado.

Porém, nós sabemos que a vida é incerta e o que queríamos em um dia, pode ser diferente no outro, inclusive no que diz respeito a ter filhos. Ainda, é preciso considerar as surpresas das gestações não planejadas.

Dessa forma, não é raro acontecer de mulheres que já se submeteram a uma cirurgia plástica no abdômen engravidarem. Como regra, não existem grandes problemas, mas existem exceções. Além disso, o resultado pode ser perdido.

Considerando isso, separamos alguns pontos que é interessante de se pensar caso exista a chance de ocorrer uma gravidez após a cirurgia, assim como cuidados que são importantes de seguir. Veja.

Tempo de espera

Ainda que às vezes isso possa fugir do controle, os médicos costumam indicar o tempo de espera mínimo de um ano entre a plástica e a gestação.

Prevenção do ganho de peso

O cuidado mais importante que se deve ter na gestação após o procedimento é quanto ao controle do ganho de peso. A recomendação é de engordar de 9 a 11 quilos, pois do contrário muitas estrias, junto com o acúmulo de gordura e flacidez, podem surgir.

Hidratação da pele

Como a cirurgia anterior à gravidez corrigiu a flacidez da mulher, o risco de estrias é maior, ainda que o peso sofra poucas alterações. Por essa razão, mais do que nunca, é essencial manter a pele hidratada, na tentativa de controlar o surgimento das marcas.

Rotina de banho

Uma atenção diferenciada deve ser dada ao banho, que não pode nunca ser em água muito quente, somente morna. Isso porque, quanto maior o calor, mais chances existem das fibras da pele se romperem, ocasionando as indesejadas estrias.

Mesmo que você tenha pensado em todos esses pontos e julgado que pode seguir com todos os cuidados recomendados, ainda é importante dizer que a barriga não voltará a ser exatamente o que era antes.

Os resultados podem ser perdidos, sendo necessário realizar um novo procedimento, isso sem considerar alguns riscos que a gestação pode ter.

Riscos que podem acontecer ao engravidar depois da cirurgia plástica

Como já dito anteriormente, a regra é que não existam riscos na gravidez após a realização da cirurgia. Contudo, existe uma combinação de fatores que pode causar algumas complicações.

Esses fatores mencionados são a plicatura abdominal, isto é, a amarração da plástica, feita de maneira muito intensa e o crescimento acentuado do bebê.

Entre os problemas que podem ser causados, estão as dificuldades respiratórias da mãe, já que a barriga não cresce o suficiente e o útero passa, então, a pressionar o diafragma, limitando o volume torácico e a possibilidade de respiração.

Outra hipótese, mesmo que bem rara, é quanto ao desenvolvimento prejudicado do bebê, que fica sem espaço, devido a pressão da plicatura abdominal não permitir que o útero se expanda.

Se você engravidou após ter feito uma abdominoplastia, seu médico obstetra precisa ser avisado para que em conjunto sejam definidos os melhores cuidados para tomar, sem que haja prejuízo a sua saúde e a de seu bebê.

Agende sua consulta agora mesmo e tire suas dúvidas!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    Quero ajudar!
    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    logo

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    Quero ajudar!

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.