11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Cirurgia para mudança de sexo: um bate-papo sobre essa tendência

cirurgia para mudança de sexo

Saiba mais sobre esse assunto que está cada vez mais presente no nosso cotidiano

 

Você pode até não assistir à novela “A Força do Querer”, que é transmitida pela Rede Globo na faixa das 21 horas, mas é bem possível que você já tenha ouvido falar da Ivana, interpretada por Carol Duarte. Na trama, a personagem nasceu menina, mas sente muita rejeição ao próprio corpo e à ideia de ser feminina.

Ivana só usa roupas masculinas e chegou a estapear seus seios tamanha raiva que sentia de suas formas de mulher. Conforme os capítulos avançaram, Ivana finalmente entendeu o que estava acontecendo: ela é um homem transgênero, ou seja, um homem que nasceu preso em um corpo de mulher.

 

Ivana levou o assunto à sua terapia e dará início à sua transformação pessoal, com a aplicação de hormônios masculinos, o que vai resultar no surgimento de barba, aumento do número de pelos no corpo e músculos mais fortes e evidentes.

Ainda não sabemos se Ivana vai se submeter a cirurgias para remover as mamas e realizar uma mudança em seus órgãos genitais, mas esse assunto deverá ser tratado nos próximos capítulos da novela.

 

O fato é que, mesmo sendo um tema ainda cheio de tabus, mitos e dúvidas, a personagem de Ivana conseguiu levantar uma discussão que saiu da tela da TV e ganhou as ruas.

Em geral, os telespectadores têm se mostrado receptivos às mudanças da personagem, mesmo que ainda não compreendam muito bem que Ivana é transgênero, e não lésbica, o que mostra que ainda temos muito a discutir sobre esse assunto. Que tal descobrir mais sobre a cirurgia de redesignação de gênero?

 

Como funciona cirurgia para mudança de sexo?

Muitas pessoas se apavoram ao imaginar que qualquer paciente, mesmo crianças, podem solicitar ao médico para trocar de sexo, achando que a cirurgia será feita sem mais nem menos. Mas não é assim que funciona.

No Brasil, a cirurgia para mudança de sexo, ou cirurgia de afirmação de sexo, como é chamada de forma mais moderna e mais precisa, é permitida apenas para maiores de 21 anos. Os candidatos a essa cirurgia precisam passar por pelo menos dois anos de acompanhamento médico antes de realizar o procedimento, e essa etapa inclui sessões de terapia e a preparação do corpo com o uso de hormônios.

 

Além disso, caso a cirurgia seja feita pelo SUS, é preciso esperar muitos anos até chegar a sua vez na fila – por isso, muitos pacientes recorrem a clínicas particulares.

Como se trata de um procedimento definitivo, a cirurgia não pode ser realiza sem que o paciente esteja plenamente seguro de que nasceu em um corpo que não corresponde ao seu gênero.

 

Contudo, os transgêneros costumam relatar que, desde muito cedo, sentem que suas características físicas não correspondem ao seu sentimento em relação ao gênero masculino ou feminino – ou seja, eles costumam estar bem seguros dessa decisão.

 

Cirurgia para mudança de homem para mulher

Como você pode imaginar, as mulheres trangêneras (que nasceram em corpo de homem, mas são mulheres) podem colocar prótese de silicone para fazer a construção das mamas, além de utilizar hormônios femininos. Além disso, será necessário fazer a cirurgia de modificação dos órgãos genitais, transformando o pênis em uma vagina.

Essa é a cirurgia mais comum entre as cirurgias de afirmação sexual. Depois da anestesia geral, o médico inicia o procedimento com uma incisão em torno do saco escrotal e do pênis, sem atingir o aparelho urinário, o qual vai passar por alterações para que a paciente possa urinar sentada no futuro. Esse primeiro corte é o que dará origem a uma vagina com 12 a 15 cm de profundidade.

 

Cirurgia mudança de Homem para Mulher

 

O médico remove os testículos para interromper a produção de hormônios masculinos. No caso do pênis, remove-se o tecido cavernoso, mas a glande é preservada, unida ao corpo por um pequeno feixe de tecido nervoso.

A pele do pênis será utilizada para revestir o canal vagina, permitindo que haja sensibilidade nessa região. A pele do prepúcio e do saco escrotal dará origem aos lábios vaginais. A glande, por sua vez, será transformada em clitóris, permitindo que a paciente chegue ao orgasmo.

Para que a nova vagina não se feche, é necessário utilizar um aparelho alargador – ou mesmo aumentar a frequência das relações sexuais com penetração.

 

Cirurgia para mudança de mulher para homem

No caso dos homens trans (que nasceram em corpo de mulher, mas são homens), existe um conjunto de cirurgias de afirmação sexual, incluindo a remoção dos seios, a lipoaspiração e a reconstrução dos genitais.

Em geral, os homens trans optam apenas pela remoção dos seios e pela histerectomia (remoção do útero), pois a reconstrução genital ainda não apresentam resultados plenamente satisfatórios, e os novos genitais apresentam baixa qualidade estética e funcional.

Caso opte pela cirurgia dos genitais, o paciente inicia tomando uma dose de 200 mg de testosterona diariamente para promover o fim da menstruação, voz mais grave, aumento da massa muscular e o desenvolvimento do clitóris. Isso é possível que o pênis e o clitóris têm a mesma origem embrionária, mas um deles se desenvolve bem mais que o outro.

 

Cirurgia de afirmação de sexo Mulher para Homem

 

Ao atingir 6 cm de comprimento, o clitóris é libertado do púbis, permitindo que haja movimento e que o paciente urine em pé. Para isso, a uretra também é aumentada utilizando tecido da própria vagina.

Os grandes lábios são modificados de forma a envolver duas próteses esféricas de silicone, dando origem aos testículos, que são apenas estéticos (mas nem por isso menos importantes).

O novo pênis, por sua vez, oferece um resultado que é considerado mais psicológico do que estético ou funcional, pois ele não consegue oferecer uma penetração completa.

 

Ainda há muito a se debater

Esse é um assunto que levanta muitas polêmicas e dúvidas, com muita confusão envolvendo sexo, gênero e orientação sexual. O exemplo da novela das 21 horas é uma excelente forma de trazer o tema à tona, permitindo que mais pessoas compreendam as dificuldades pelas quais as pessoas trangêneras passam.

Somente com informação será possível esclarecer os mitos e permitir a aceitação das diferenças.

 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).