Rinoplastia melhora a respiração?

Mulher com o nariz modelado

Procedimento pode apresentar benefícios estéticos e funcionais. Saiba mais!

A cirurgia de rinoplastia está entre os procedimentos estéticos mais realizados do Brasil e muitos pacientes optam pela técnica devido aos benefícios funcionais e não apenas na aparência.

A cirurgia plástica do nariz é recomendada para todas as pessoas que têm insatisfação com a estética nasal devido formato, tamanho ou harmonização com o restante da face.

A técnica ainda pode ser usada para corrigir problemas respiratórios, como desvio de septo e cornetos nasais (conhecido popularmente como carne esponjosa).

Veja a seguir como é realizada a cirurgia de rinoplastia, os benefícios dela e também como fica a respiração após o procedimento.

Como é feita a cirurgia de rinoplastia?

Com uma duração aproximada de duas horas, a rinoplastia pode ser realizada com anestesia geral ou local com sedação.

De acordo com a experiência e preferência do cirurgião plástico ele pode escolher entre duas técnicas distintas para realizar a cirurgia:

  • rinoplastia aberta (exorrinoplastias);
  • rinoplastia fechada (endonasal).

Na técnica aberta é realizada uma pequena incisão na base do nariz, entre as narinas, e na parte interna de cada narina. A pele do nariz é levantada para que as estruturas fiquem expostas, facilitando o procedimento.

Essa opção é mais indicada nos casos nos quais é necessário realizar uma grande alteração na estética nasal, como mudando o formato da ponta, ou quando ela será associada a uma mudança funcional, como a septoplastia.

Já na técnica de cirurgia de rinoplastia fechada, as incisões são feitas apenas dentro das narinas. Nesses casos, o cirurgião plástico deve ter grande domínio do método, pois ele não terá visão das estruturas nasais durante o procedimento.

Destaca-se que além de opções mais comuns como redução e remodelamento do nariz, a rinoplastia também permite o aumento nasal, por meio de enxerto de cartilagem, implante de próteses ou preenchimento.

Os tipos de rinoplastia, de técnica e as alterações dependem tanto dos desejos do paciente como também da recomendação do especialista responsável.

Quais os benefícios da técnica?

O principal benefício da cirurgia de rinoplastia é que o paciente terá uma estética nasal mais agradável, podendo fazer alterações nos fatores que o incomodavam previamente.

Outra vantagem é uma estética facial mais harmônica, devido o tratamento considerar as características individuais na definição do novo formato do nariz.

Por fim, o paciente pode ter benefícios na respiração e redução de alergias, como a rinite, devido alterações funcionais que são realizadas durante a técnica.

Como fica a respiração após a rinoplastia?

A imagem foca no rosto de uma mulher usando óculos

Para entender como fica a respiração depois da cirurgia de rinoplastia é importante saber que inicialmente, no pós-operatório imediato, pode haver uma piora, mas ela é temporária.

Devido ao inchaço e a presença de coágulos nas narinas, que são comuns após a cirurgia, a capacidade respiratória pode ficar comprometida nos primeiros dias.

Para aliviar esse quadro é comum a indicação de descongestionantes nasais e lavagem das narinas com solução fisiológica.

Quando a região começa a desinchar e o processo de cicatrização avança há a melhora na respiração.

Em muitos casos, quando a recuperação é adequada, o paciente tem uma melhora significativa quando comparado ao período pré-operatório.

Quando é necessário realizar alterações funcionais juntamente com as mudanças estéticas da cirurgia de rinoplastia a técnica é chamada de rinosseptoplastia. Saiba mais a seguir!

Quando fazer a rinosseptoplastia?

A rinosseptoplastia é como é chamado o procedimento que associa a rinoplastia com a septoplastia.

A Academia Brasileira de Rinologia estima que 20% dos brasileiros, o que representa cerca de 38 milhões de pessoas, sofram com desvio de septo acentuado.

O fato é que a maior parte das pessoas têm algum grau de desvio de septo, mas em geral ele não prejudica a respiração e nem afeta a qualidade de vida do paciente, não sendo recomendado submeter-se ao procedimento de correção nesses casos.

No entanto, o desvio pode ser acentuado, de forma que o paciente tenha problemas respiratórios. Esse quadro pode ser agravado em pessoas com carne esponjosa, que prejudica a passagem do ar e facilita o desenvolvimento de alergias como a rinite.

Nesses casos, a septoplastia pode ser essencial para proporcionar qualidade de vida e melhora da capacidade respiratória do paciente.

Se houver uma insatisfação com a estética nasal, os procedimentos podem ser realizados conjuntamente e promover melhoras na aparência e na funcionalidade.

Em geral, a rinoplastia pode proporcionar alguma melhora na respiração, mas quando o quadro é mais grave e exige uma correção do septo, por exemplo, os benefícios à capacidade respiratória ficam ainda mais evidentes.

Portanto, antes de realizar uma cirurgia de rinoplastia é importante avaliar a necessidade de associá-la a métodos corretivos, como a septoplastia, beneficiando a respiração do paciente.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).