Chapéu Floppy

O chapéu Floppy é sinônimo de elegância e desde os anos 70 é sucesso em diferentes coleções. Saiba mais sobre o modelo e como combiná-lo. 

Com abas curvadas e flexíveis, o chapéu Floppy é um modelo elegante, que pode ser usado em diferentes ocasiões, mas aqui no Brasil, que é um lugar com clima tropical seu uso pode ser associado aos looks de praia. O modelo foi criado nos anos 70 e vira e mexe volta a fazer sucesso, como agora, quando chegou com força total, podendo ser combinado tanto com roupas leves como aquelas com corte mais sofisticado. Ele também é uma peça versátil, que combina com cores vibrantes ou neutras. O certo é que o chapéu Floppy está na moda e ter um no guarda – roupa faz toda a diferença para enriquecer o visual.

O modelo é feito geralmente em feltro, veludo ou lã, apresentando abas largas, flexíveis o que dá um aspecto mais caidinho. Trata-se de um acessório chique, que pode ser usado em diferentes estações, como no inverno combinando com looks mais sofisticados, ou verão em que pode ser usado com saída de praias e ainda protege do sol. Chamada também de Floppy had, o modelo é perfeito tanto para usar com um biquíni simples, tanto com vestidos de tamanhos diferentes, túnicas e batas. Em dias quentes, fica ótimo com peças leves e mais frescas, principalmente se o modelo for de lã ou feltro.

No inverno, o chapéu Floppy fica um luxo com casaco de pele, sobretudo, vestidos mais encorpados e trabalhados, além de coletes e blusas manga longa. Tudo para deixar o look mais sofisticado. O ideal, nesses casos, é não exagerar muito no look, pois ele chama muito a atenção. Para não errar, fique no básico como calça preta de caimento mais largo, saias de cores neutras ou mais escuras, que podem ser usadas com meia calça. Casacos também podem ser usados sem medo, mesmo aqueles que dão um aspecto mais “cheinho”, mas cuidado com as cores. No inverno, é legal usar com as cores: preto, vinho, vermelho, bege, cinza e outras.

Os calçados e demais acessórios que combinam bem com o chapéu Floppy são as pulseiras, colares e brincos menores, que não chamam tanto a atenção. Nos pés, dê preferência as sandálias rasteiras e ankle boots nos dias quentes. Já no inverno é possível abusar um pouco mais, com a combinação de scarpins, saltos e botas. Não tenha medo de errar, pois o chapéu é bem versátil e permite várias combinações. Muitas celebridades não dispensam o modelo e arrasam sempre.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).