Menu

Cansada depois da academia? Esses alimentos pós treino vão recuperar sua energia!

Alimentos pós-treino para recuperar as energias.

Uma alimentação adequada é essencial para a atleta atingir suas metas e não ficar com tonturas, cansaço excessivo, cãibras ou hipoglicemia, por exemplo. Quem malha sabe que emagrecer ou ganhar massa requer certos cuidados com a alimentação para manter a boa forma, conseguir persistir nos treinos e obter bons resultados. O fato é que muito se fala sobre alimentos consumidos antes de malhar, mas a alimentação feita após os treinos também é extremamente importante para ajudar na recuperação do corpo. Segundo especialistas, o período que separa o treino da alimentação varia dependendo do objetivo de cada mulher. Se o objetivo for o emagrecimento, o melhor é esperar 1 hora para se alimentar, em especial se a atividade for aeróbica. Isso irá ajudar o corpo a continuar queimando calorias depois.

Se o objetivo dos exercícios for a hipertrofia – ou manter a massa magra – a refeição deve ser realizada logo após o treino e deve conter proteínas e carboidratos. Caso o treino tenha sido intenso, é indicado acrescentar alimentos ricos em antioxidantes, uma vez que eles ajudam o organismo a recuperar-se mais rapidamente, tais como o cranberry, blueberry, uvas ou o famoso açaí. Basicamente, a alimentação pós-treino prioriza o consumo de alimentos com altos índices glicêmicos. Isso porque a insulina que é liberada também estimula a mTor, uma proteína que favorece o processo de hipertrofia. Contudo, mesmo que o corpo ainda esteja queimando calorias, não é recomendável comer alimentos ricos em gordura.

Quais alimentos devo consumir após os treinos?

Não existe uma alimentação que possa ser 100% generalizada, mas, além de pratos com alto índice glicêmico, os carboidratos também são de grande importância, visto que eles ajudam no período de recuperação por conseguir devolver energia ao corpo. O carboidrato pode ser encontrado em alimentos como batata, milho, macarrão, pão, arroz, entre outros. As proteínas – que podem ser encontradas em ovos, peixes, frangos, carne bovina e suína, leite e derivados – entram na lista e ajudam a reconstruir as fibras musculares, colaborando para a mulher ganhar mais massa magra durante e após os treinos.

As sugestões de cardápio incluem:

– Cereal com leite e frutas;
–  Vitamina de leite desnatado com banana e pão com queijo branco
– Batata cozida e peito de peru
– Salada verde e frango grelhado
–  Omelete de peito de peru e arroz com brócolis
– Suco de abacaxi e sanduíche de ricota com frango desfiado
– Iogurte e barra de cereais

Os cardápios citados acima podem sofrer variação, o que vai depender do condicionamento físico e da intensidade de treino de cada pessoa. Uma mulher que tem 70 Kg logicamente não terá a mesma necessidade de uma de 60 Kg e, portanto, deve-se levar sempre em consideração o peso, o sexo, as deficiências, a idade, o peso e a frequência dos treinos de cada pessoa para achar sua quantidade ideal.

Além disso, vale lembrar também que após exercícios noturnos deve-se evitar sempre alimentos que sejam de difícil digestão, tais como a melancia, a carne vermelha e os carboidratos com índice glicêmico mais elevado. E lembre-se: preocupar-se com a alimentação pós-treino é importante, mas devemos equilibrar todas as refeições feitas ao longo do dia, ingerindo proteínas, gorduras e carboidratos para que nosso corpo possa manter-se não só resistente, mas bem nutrido e disposto durante o dia todo.

  • 2
    Shares

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).