11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Botox preventivo: quando recorrer à técnica?

Cuidados com botox preventivo

Aplicação preventiva do Botox retarda o envelhecimento facial, mas deve ser avaliada por especialista!

O termo Botox preventivo é cada vez mais conhecido pelas pacientes interessadas em retardar os sinais de envelhecimento cutâneo. No entanto, antes de optar pela técnica, é importante conhecer as indicações e efeitos do tratamento.

O Botox refere-se a uma marca que comercializa a toxina botulínica tipo A, substância usada no tratamento estético e responsável pelos resultados alcançados.

A seguir entenda como a toxina botulínica age no organismo e também em quais casos o Botox pode ser aplicado preventivamente.

Como funciona a toxina botulínica?

A toxina botulínica é uma substância que atua como um bloqueador neuromuscular temporário, impedindo a contração da musculatura na qual é aplicada.

O que ocorre é a interrupção dos sinais neurais para o músculo, fazendo com que ele não se contraia como seria o normal. Os efeitos da substância são temporários, permanecendo entre 2 e 6 meses de acordo com a paciente.

Por evitar a contração da musculatura o Botox é indicado para evitar o surgimento ou minimizar as rugas faciais. A aplicação correta proporciona um resultado natural que é o desejado pelas pacientes atualmente.

Uma das principais responsáveis pelo surgimento das rugas da face são as expressões faciais que, repetidamente, forçam o movimento do músculo.

Quando associado a outros fatores, como envelhecimento, redução da produção de colágeno e elastina, exposição solar, tabaco, má alimentação, bebidas alcoólicas etc. esses sinais tornam-se mais intensos e permanentes.

A função da toxina botulínica é justamente minimizar que a repetição de movimentos da face resulte na formação de rugas definitivas.

Quando optar pelo Botox preventivo?

Ao compreender como a toxina botulínica funciona no organismo fica mais fácil definir se o Botox é o tratamento mais adequado para o seu caso. De fato, o Botox tem aplicações diversas podendo ser usado para:

  • amenização e prevenção de rugas;
  • levantamento das sobrancelhas e do nariz;
  • melhora do “sorriso triste”;
  • redução do sorriso gengival;
  • diminuição de rugas do pescoço e colo;
  • tratamento de hiperidrose.

No caso das aplicações estéticas, o tratamento pode ser adotado preventivamente entre pacientes incomodados com a curvatura da sobrancelha ou da boca.

Quando ele é necessário?

Jovem com Botox preventivo

No entanto, quando usado especificamente para tratamento de rugas, a dúvida é: quando o Botox preventivo é necessário?

Em geral, a técnica é indicada para pacientes que estão com sinais de envelhecimento iniciais, como com a formação ainda superficial de pés de galinha, código de barras (região da boca) ou rugas na glabela (entre sobrancelhas).

Esses sinais podem começar a surgir e apresentar incômodo inicial, em média, aos 30 anos, de forma que essa é uma idade na qual a aplicação de Botox preventivo pode começar a ser indicada.

Caso a paciente ainda não relate vestígios de rugas de expressão o tratamento ainda não precisa ser iniciado.

No entanto, também pode ocorrer desses sinais surgirem precocemente, antes dos 30 anos, em pessoas que têm maior predisposição ou hábitos ruins.

Portanto, a recomendação do Botox preventivo tem mais relação com o padrão de envelhecimento cutâneo da paciente do que com a idade em si.

Quando as rugas dinâmicas começam a aparecer é o momento certo de investir no tratamento, evitando a evolução do processo de intensificação e permanência desses sinais.

O Botox é contraindicado para alguns casos, como pacientes alérgicos aos componentes do produto, mulheres grávidas ou lactantes, portadores de doenças neuromusculares, imunológicas ou coagulopatias.

Como minimizar o surgimento das rugas faciais?

Ainda que aplicação o Botox preventivamente mostra-se como uma opção eficaz para minimizar os efeitos do envelhecimento cutâneo, a técnica só será efetiva quando unida a outros cuidados.

Principalmente para pessoas com genética favorável ao surgimento de rugas, a manutenção de bons hábitos é determinante para retardar o aparecimento e intensificação dos sinais da idade.

Entre os cuidados recomendados destacam-se:

  • ter uma alimentação saudável e balanceada evitando principalmente o consumo de açúcar, gorduras e industrializados;
  • fazer uso do protetor solar diariamente para evitar danos às células;
  • ter uma rotina de cuidados com a pele que inclua limpeza, tonificação e hidratação;
  • beber a quantidade recomendada de água diariamente;
  • minimizar as expressões faciais, como forçar a vista e enrugar a testa.

Portanto, para obter resultados satisfatórios com um tratamento de Botox é indicado que a paciente siga os demais cuidados para reduzir o envelhecimento cutâneo e também ampliar a duração dos efeitos da substância no organismo.

A técnica também pode ser associada com outros procedimentos estéticos que tratam os demais sinais do envelhecimento, como aplicação de ácido hialurônico para sulcos faciais e lifting com fios de PDO para flacidez na face.

A avaliação do tratamento de Botox preventivo deve ser realizada por um cirurgião plástico de confiança que determinará tanto se a aplicação é mesmo necessária como se ela vai atender às expectativas da paciente.

 

Agende agora a sua consulta!

 

VEJA TAMBÉM!

Quer saber mais sobre botox? Fizemos um ótimo material sobre o assunto que você pode conferir acessando aqui!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).