Menu

Os benefícios da dança

Extremamente democrática, a dança traz benefícios para o corpo e a mente em qualquer idade. Abrace essa ideia e dance para a vida.

Quantas vezes você já viu alguém dançando e sentiu como se ela estivesse leve, praticamente pairando sobre o chão? Pois é essa mesma a sensação que se tem ao dançar, principalmente quando você deixa as preocupações de lado e se dedica aos movimentos ritmados do corpo, apenas deixando-se levar pela música. Não, esse não é um privilégio dos grandes dançarinos ou de quem tem anos de prática, a dança é capaz de trazer benefícios incríveis à mente e ao corpo mesmo para quem está apenas começando. E o melhor: ela é extremamente democrática, não requer prática anterior, não tem limite de idade nem de classe social. Tudo o que você tem a fazer é começar para começar e ver a sua vida tomar um rumo muito mais saudável – e sem o menor esforço.

Dançar traz vários benefícios físicos para o corpo
Você sabia que a dança também é capaz de melhorar as suas noites de sono? Sim, porque como toda atividade física, dançar faz o cérebro liberar serotonina, uma substância que traz a sensação de alívio e, automaticamente, melhora o sono e o humor, ao liberar a endorfina, outra substância que dá a sensação de prazer. Fisicamente, no entanto, esses não são os únicos benefícios da dança. Ela também ajuda a modelar o corpo e a queimar calorias, fortalece a musculatura, aumenta o condicionamento físico, aumenta a frequência respiratória e a cardíaca, que pode chegar a 200 batimentos por minuto – facilitando que o coração bombeie o sangue para todo o corpo. Além disso, dançar também ajuda a reduzir as dores e retarda o envelhecimento ao aumentar a flexibilidade, a agilidade e melhorar a coordenação motora. Tudo isso de forma muito divertida e leve.

Combata o estresse diário na ponta dos pés

Mas ainda tem mais, muito mais. Sim, porque por outro lado, o dinamismo da dança, que não é presa a uma rotina de exercícios limitados, age também de forma terapêutica, fazendo com que a pessoa mantenha o foco no ritmo, no desempenho e no movimento, desligando a atenção sobre problemas externos e preocupações do dia a dia, combatendo o estresse diário. Claro, isso proporciona prazer e bom humor, duas coisas fundamentais para uma vida melhor. Como é uma atividade social, dançar ainda ajuda você a fazer novas amizades, conhecer outras culturas, e até a melhorar a sensualidade ao conectar seu corpo ao ritmo da música. E com tudo isso acontecendo ao som que você mais gosta, é impossível não melhorar também a autoestima, não é mesmo?

Comece a dançar em qualquer idade

O melhor é que não há qualquer tipo de restrição, qualquer pessoa, de qualquer idade, pode começar a dançar: os passos podem ser adaptados à condição física de cada um, sem prejuízo de todos os benefícios que já foram citados. E dançar é tão bom que a dança já está sendo usada até como terapia de casais, melhorando o relacionamento entre os parceiros e resgatando a cumplicidade que havia no início do casamento. Ela é indicada ainda como terapia em problemas de timidez e depressão, proporcionando relaxamento e a ampliação da roda de amigos. O que você está esperando para ser mais feliz? Você vai descobrir que não existe nada melhor do que levar a vida dançando.

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).