Como eliminar toxinas do corpo? Por que tenho que me preocupar com isso?

O acúmulo de toxinas favorece o acúmulo de peso, mas seus malefícios vão muito além disso. Veja como ajudar seu corpo a se livrar dessas substâncias prejudiciais.

Nosso estilo de vida atual favorece o consumo de alimentos industrializados que são cheios de aditivos químicos que podem se acumular e trazer problemas ao organismo. Por isso, depois de alguns excessos, é preciso buscar formas de eliminar toxinas do corpo.

Por definição, toxina é toda substância que causa prejuízos ao organismo, seja acelerar o processo de envelhecimento, favorecer o acúmulo de gordura, dar origem a espinhas e causar inchaço, entre outros.

Embora o consumo de produtos industrializados seja uma das principais fontes do acúmulo de toxinas no organismo, elas também podem ser provenientes dos vegetais em função do uso de agrotóxicos, da poluição do ar e do próprio estresse.

Eliminar toxinas do corpo: muito mais do que emagrecer

Nosso organismo conta com dois poderosos órgãos para a eliminação das toxinas: o fígado, responsável por processar tudo o que ingerimos, e os rins, que filtram nosso sangue e separam o que deve ficar e o que deve ser excretado pela urina.

Contudo, algumas toxinas podem sobrecarregar esse sistema natural de limpeza. Embora muita gente pense que o detox tenha como objetivo principal o emagrecimento, na verdade a eliminação das toxinas tem uma importância global para a saúde física e mental.

Por exemplo, depois de um excesso no consumo de alimentos gordurosos ou de álcool, é comum sentir dor de cabeça, baixa energia e dores musculares, além de apresentar problemas de digestão, alergias e até mesmo sintomas de depressão e ansiedade.

Esses são alguns sinais de que o sistema de limpeza não está conseguindo dar conta de tudo naquele momento. Se este é o seu caso, saiba que existem algumas formas de dar uma mãozinha para eliminar toxinas do corpo. Confira nossas dicas:

1. Tome muita água, especialmente pela manhã

A água é o elemento essencial na limpeza do organismo, por isso você deve garantir a ingestão de pelo menos 2,5 litros de líquidos todos os dias.

Uma boa dica para estimular a eliminação das toxinas é tomar um copo grande de água com limão em jejum, pois essa fruta tem efeito digestivo e diurético, fortalece o sistema imunológico e tem poder antioxidante.

2. Evite produtos altamente processados

Alimentos como sorvetes, refrigerantes, biscoitos industrializados, salgadinhos de pacote, nuggets e pratos congelados são ricos em substâncias prejudiciais ao organismo, como açúcar, sódio, gorduras, corantes e conservantes.

O excesso no consumo dessas substâncias está associado a riscos maiores de doenças como obesidade, diabetes, problemas cardiovasculares e vários tipos de câncer.

3. Tenha uma alimentação saudável e orgânica

Uma alimentação saudável é composta por frutas, legumes, verduras, cereais integrais, proteínas magras e gorduras boas. Contudo, nem mesmo os produtos naturais são livres de substâncias prejudiciais devido aos agrotóxicos e hormônios estimulantes do crescimento.

Por isso, vale a pena investir em alimentos orgânicos, com procedência comprovada, que não receberam essas substâncias durante sua produção.

4. Experimente as frutas e os sucos detox

Algumas frutas se destacam quando o assunto é eliminar toxinas do corpo, especialmente as frutas cítricas (ricas em vitamina C), as frutas vermelhas (ricas em antioxidantes) e frutas como maçã, melancia e melão (depurativas e hidratantes).

É importante consumi-las in natura para aproveitar suas fibras, mas você também pode incluí-las em sucos e smoothies detox, adicionando ingredientes como gengibre, folhas de couve e água de coco.

Bandeja com frutas - abacaxi, laranjas, limão, morango, framboesas, amoras, kiwi, manga e pêssego.

5. Aposte nos chás naturais

Os chás naturais são antioxidantes e ajudam a combater o acúmulo de líquidos e toxinas no corpo, principalmente aqueles feitos com hibisco, hortelã, gengibre, camomila, limão e chá verde.

Contudo, vale fazer uma observação: o chá verde deve ser consumido preferencialmente pela manhã devido ao seu teor de cafeína. Já o chá preto e o café não devem ser consumidos em excesso, pois essa substância favorece a desidratação.

6. Movimente o corpo

Ter uma rotina de atividades físicas é essencial para o controle do peso. O fortalecimento dos músculos e ossos, o aumento da capacidade cardiorrespiratória e até mesmo a manutenção de uma boa saúde mental.

Além disso, os exercícios estimulam a circulação sanguínea e linfática, que “recolhem” as toxinas acumuladas pelas células e tecidos e as carregam até os rins e linfonodos, responsáveis por filtrá-las e fazer sua eliminação.

7. Faça uma drenagem linfática

A drenagem linfática é uma técnica de massagem com movimentos suaves que estimula a circulação da linfa. Ou seja, o líquido que fica no espaço entre as células. Assim, de forma parecida com os exercícios, ela contribui para o bom funcionamento do sistema linfático.

Além disso, a drenagem combate a retenção de líquidos, o inchaço e os estágios iniciais da celulite, e ainda é uma boa massagem para proporcionar o relaxamento.

8. Tenha uma vida saudável

Embora essas dicas para eliminar toxinas do corpo sejam de grande ajuda, de nada adianta cometer excessos pensando em “compensar o estrago” fazendo alguns dias de dieta detox depois. O que define nossas condições é a regra, não a exceção.

Por isso, o melhor mesmo é ter um estilo de vida saudável, incluindo uma alimentação equilibrada, a prática de exercícios e a exclusão de hábitos prejudiciais como tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas.

Além disso, lembre-se de que toda mudança na dieta deve ser acompanhada por profissionais de nutrição e endocrinologia, que podem avaliar suas condições individuais e fazer as orientações específicas para você. Agende sua consulta na clínica da Dra. Luciana Pepino!

Agende agora a sua consulta!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).