Como fazer as unhas dos pés sozinha e evitar unhas encravadas!

Às vezes, na correria do dia a dia, fica muito difícil ter tempo para ir até a pedicure do salão. Mas, será que compensa fazer as unhas em casa? Veja nossas dicas e entenda o processo!

Trabalho, marido, filhos, tarefas domésticas, estudos, é uma correria tão grande que não é incomum a gente perder aquela vontade de se cuidar e deixar de frequentar o salão até que as coisas se tranquilizem. E não é apenas isso. A questão financeira também pesa no final do mês. O fato é que nem sempre a gente precisa ir ao salão para fazer as unhas dos pés, exceto quando a ocasião realmente pede por um trabalho mais profissional. Para os looks do dia a dia, é perfeitamente possível fazê-las em casa mesmo, contanto que se tenha todas as ferramentas e o conhecimento adequado para isso, pois não é toda mulher que tem tato para isso e, às vezes, o resultado final não fica tão legal. Separamos abaixo algumas dicas que vão ajuda-la a fazer as unhas de seus pés no conforto de sua casa e conseguir um resultado quase tão profissional quanto o de um salão.

Produtos para o serviço: Alicate amolado, espátula, creme para amolecer cutícula, lixa de unha, vasilha com água morna, palitinho para a retirada do excesso do esmalte e acetona ou removedor de esmaltes, além, claro, do algodão.

Melhor forma de retirar a cutícula
Para retirar a cutícula, esterilize primeiramente os equipamentos de uso para proporcionar maior higiene e evitar infecções. Você pode lava-los em água corrente e com o uso de um sabão, passando álcool posteriormente. Para começar, passe um creme próprio para amolecer cutículas em todas as unhas. Uma outra maneira de amolecer as cutículas é colocando os dedos dentro de um recipiente com água morna durante alguns minutos. Agora, use a espátula para empurrar a cutícula através de movimentos de vai e vem, sempre com muito cuidado. Feito isso, pegue o alicate – que precisa estar bem amolado – e comece do canto para a região central da unha. Após a retirada das cutículas, passe uma base protetora começando da raiz até a ponta dos dedos. A partir deste ponto, você já pode usar sua criatividade para pintar! É importante frisar que não é aconselhável retirar a cutícula em excesso, visto que ela também é uma proteção para a saúde das unhas de nossos pés e mãos.

Forma correta de cortar as unhas dos pés
As unhas de nossos pés são as que mais sofrem diariamente e, por esse e outros fatores como o uso de saltos mais apertados e de bico fino ou o corte irregular, elas ficam mais propensas a encravar. A melhor forma de cortar as unhas dos pés é com o alicate, portanto nem pensar em tesouras. Evite cortar as laterais, pois o corte da lateral das unhas pode trazer infecções e encravamento, já que a pele que cresce na região acaba sendo pressionada pelas unhas que nascem. Para finalizar, use uma lixa de unha. O ato de lixar dá mais uniformidade às unhas e contribui para que elas não venham a encravar futuramente.

Suas unhas encravam frequentemente? Como evitar?
Se você é daquelas que sofrem com o encravamento das unhas frequentemente, experimente cortar as unhas em formato de quadrado e sempre – sempre! – lixe-as após o corte, para que todas as películas sejam devidamente removidas. Não use sapatos apertados ou de bico fino, uma vez que esse tipo de sapato causa maior pressão sobre as unhas e gera inflamação e encravamento. Prefira modelos com bico mais arredondado ou alargado, de modo que os dedos fiquem soltos. A sandália também é uma ótima opção para quem tem unhas encravadas com muita frequência. Se você já recorreu a tudo isso e ainda não resolveu a situação, isso pode ser um problema congênito, e, neste caso, será necessário fazer uma consulta com um especialista para ver o que poderá ser feito.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).