Rugas no colo: saiba como eliminá-las e renovar a autoestima

Você evita blusas mais abertas porque a região do colo está com a aparência envelhecida? Descubra quais são os tratamentos mais indicados para tratar esse problema!

Sempre conversamos sobre como tratar os sinais do envelhecimento que aparecem no rosto, como rugas, manchas e flacidez, mas o avanço da idade também afeta a estética de outras partes do corpo. Por isso, hoje nosso assunto são as rugas no colo.

Assim como a face, o pescoço e as mãos, o colo é uma das regiões que mais delatam a passagem do tempo, o que faz com que muitas mulheres se sintam inseguras na hora de usar um decote ou uma blusa mais aberta.

Como surgem as rugas no colo

Muitas vezes esquecida durante a rotina de cuidados, a pele do colo é bastante vulnerável aos sinais do envelhecimento por ser muito sensível. Afinal, ela tem menos glândulas sebáceas, é mais fina e tende a ser mais ressecada que a pele do rosto.

Por esse motivo, essa região é bastante sujeita aos danos causados pela radiação solar, que tem efeito cumulativo na pele e prejudica o DNA celular, diminuindo a velocidade de renovação do tecido.

Além disso, as rugas no colo também são resultado do hábito de dormir de lado. Com o passar do tempo, as dobras que se formam na pele durante a noite se tornam cada vez mais profundas, prejudicando a estética da região do decote.

rugas no colo como eliminá-las

Tratamentos para as rugas no colo

Existem vários tratamentos e procedimentos estéticos capazes de promover o rejuvenescimento e melhorar a qualidade da pele do colo, seja por repor o conteúdo de água da região ou por estimular a produção de colágeno. Conheça os principais:

  1. Adesivos de silicone

Existem no mercado adesivos específicos que prometem suavizar as rugas no colo. Feitos de silicone, esses adesivos promovem a hidratação da área ao atrair moléculas de água para a pele, nivelando sua superfície e suavizando as rugas.

Os adesivos devem ser aplicados por algumas horas – durante a noite, por exemplo –, e pela manhã o colo estará mais liso. Contudo, como o efeito é temporário, a pele voltará a apresentar as rugas no decorrer do dia.

  1. Peeling químico

O peeling químico consiste na aplicação de uma substância ácida que promove a descamação das camadas mais danificadas da pele, estimulando a regeneração e a renovação dos tecidos – de modo a tratar manchas, melasmas e cicatrizes.

Para o tratamento das rugas, recomenda-se fazer o peeling médio, que atinge a derme (camada intermediária da pele). Esse procedimento necessita que a pessoa se afaste de suas atividades por alguns dias, pois a descamação é um tanto intensa.

A nova pele que nascerá em substituição à pele descamada é bastante fina e delicada, além de apresentar vermelhidão nos primeiros dias. A descamação é seguida pela formação de uma crosta mais escura, que é eliminada em cerca de 4 dias.

  1. Peeling de cristal

Assim como o peeling químico, o peeling de cristal também promove a descamação da pele. Porém, neste caso ela é provocada por um procedimento de dermoabrasão, ou seja, o lançamento de microcristais que fazem uma esfoliação na superfície.

Assim, o peeling de cristal estimula a eliminação das células mortas, a produção de colágeno e a regeneração da região tratada, o que contribui para o tratamento das rugas no colo, manchas e cicatrizes. Costumam ser necessárias de 3 a 5 sessões a cada 20 dias.

Veja mais detalhes – Cuidados para quem faz peeling de cristal.

  1. Laser fracionado de CO2

Esse procedimento consiste na aplicação de um feixe de raios laser que atingem a pele em forma de colunas de luz muita finas. Essas colunas promovem o aquecimento das moléculas de água da região tratada, estimulando a produção do colágeno pelos fibroblastos.

Dessa forma, a pele adquirir uma textura mais firme, permitindo o combate à flacidez e às rugas. Como o laser causa microlesões na pele, a recuperação pode variar de uma a duas semanas, dependendo a profundida do tratamento.

  1. Luz pulsada

A luz pulsada funciona de forma parecida ao laser, pois ela também provoca um aquecimento da pele, o que estimula a produção de colágeno e a renovação do tecido. Dessa forma, a pele fica mais firme, diminuindo a aparência das rugas no colo.

Assim como outros tratamentos, é necessário aguardar cerca de dois meses para observar os resultados, pois esse é o tempo necessário para a produção de colágeno pelos fibroblastos e a sua maturação.

  1. Skinbooster com ácido hialurônico

O ácido hialurônico é muito utilizado para o preenchimento facial para nivelar sulcos como o bigode chinês e olheiras profundas, além de recuperar o volume perdido de regiões como lábios e maçã do rosto.

Essa substância tem uma grande capacidade de atrair moléculas de água, e essa propriedade também pode ser utilizada para tratar as rugas no colo por meio do skinbooster.

Nesse procedimento, utiliza-se uma concentração mais baixa do ácido hialurônico do que aquela usada no preenchimento facial, pois o objetivo é promover o rejuvenescimento por meio da hidratação – lembrando que a pele ressecada sofre mais com as rugas.

rugas no colo

Não deixe de ver – Confira 07 procedimentos estéticos realizados pela Dra. Luciana Pepino que vão te deixar linda!

  1. Radiofrequência

A radiofrequência utiliza um aparelho emissor de ondas eletromagnéticas que atingem as moléculas de água da pele e geram calor na epiderme. Essa energia térmica é transmitida para as camadas mais profundas, onde estimula a contração das fibras de colágeno.

Dessa forma, em cerca de três dias a pele fica mais tonificada, o que contribui para o rejuvenescimento. Contudo, o maior efeito aparece em aproximadamente dois meses depois do tratamento, devido à neocolagênese (produção de colágeno).

Com a exposição da epiderme a uma temperatura de 41 graus, a derme atinge uma temperatura até 2 graus mais alta, estimulando a atividade dos fibroblastos para a síntese de fibras de colágeno, que combatem a flacidez.

Assim, depois do tempo de maturação dessa proteína, a pele ganha mais sustentação e firmeza, o que diminui a aparência das rugas no colo.

Se você ficou interessada nesses procedimentos, agende uma avaliação presencial com a Dra. Luciana Pepino para descobrir mais sobre esses tratamentos estéticos e outras cirurgias plásticas que podem te ajudar a recuperar a sua autoestima. Você merece!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp