Para arrasar no penteado do final de ano: Spray, mousse, ou gel?

Saiba a diferença entre eles e escolha o ideal para arrasar nessas festas de fim de ano!

Fim de ano está quase chegando e a grande maioria das brasileiras estão à procura do look perfeito para poderem passar o fim de ano cheias de beleza. Com a escolha do vestido, vem a indecisão sobre o penteado, que é sempre outra dúvida decorrente no universo feminino. Afinal de contas, um belíssimo vestido com um penteado mal feito pode estragar todo o glamour do look. Para ajudar na finalização dos penteados, uma boa dica é apostar nos finalizadores, uma vez que eles ajudam a fixar os fios e manter o penteado firme e forte. Porém, quando estamos falando de finalizadores, muitas mulheres ainda têm dúvidas sobre o que usar. Mousse, spray ou gel? Para que serve cada um deles e todos eles podem ser usados para todos os penteados? Bom, os finalizadores podem diminuir o frizz dos fios, por exemplo, além de dar volume, cachear ou apenas fixar um penteado. Todos podem ser usados para fixar penteados, mas, o que irá diferenciá-los será o tipo de penteado desejado – e de cabelo.

Mousse
Esse finalizador é um dos mais versáteis do mercado. Sua função é basicamente modelar os cabelos para fazer um penteado. O mousse ajuda a domar aqueles fios mais malcriados na hora de fazer babyliss ou escova, por exemplo. Se você está querendo definir seus cachos, essa é a melhor opção. Você precisa passar o mousse com o cabelo ainda úmido e, para definir cachinhos, aplique o produto e amasse os fios com as mãos, secando-os logo após com difusor ou deixando-os secar naturalmente. Se o desejo é aumentar seu volume, use o mousse antes da escova, partindo do meio até as pontas.

Gel
Muito usado no Brasil, o gel é um dos finalizadores mais tradicionais do país, sendo responsável por deixar o cabelo no lugar, isto é, fixá-lo. Apesar de se tratar de um produto bastante antigo na história da beleza, ainda hoje, o gel serve para uma série de diferentes penteados, variando desde aquele penteado mais arrumadinho e todo para trás, até um penteado mais radical, como o moicano, por exemplo. Para aplicar o gel, primeiramente é preciso estar com o cabelo limpo e umedecido, pois isso facilitará em sua fixação. Com o gel, não tem muito segredo! Basta passar o produto nas mãos e modelar os fios. Ele pode ser usado por qualquer tipo de cabelo, mas é preciso usá-lo com moderação para não deixar os fios muito pesados, sendo essa uma desvantagem do gel em relação aos sprays, por exemplo. Porém, se você e

Spray
O spray é a mais prática de todas as opções. Ele é ideal para deixar o penteado mais firme e manter os fios em seus devidos lugares, podendo ser de fixação leve, média ou forte. Sua secagem é rápida e para os fios mais finos, recomenda-se somente a fixação leve, uma vez que trata-se de um cabelo mais leve. Ao contrário do que foi dito sobre o gel, no caso dos sprays, o cabelo precisa estar seco durante a aplicação. Se a intenção for eliminar o frizz, aplique-o somente quando o penteado estiver pronto. Para a fixação de chapinha ou babyliss, aplique-o antes e depois de utilizar os equipamentos. Os sprays são mais práticos tanto na aplicação como no grau de fixação. Se você quiser um penteado belo, mas que, ao mesmo tempo, pareça mais natural, é só borrifar menos spray ou concentrar-se apenas nas regiões que quer destacar. Além do spray de fixação, existem ainda o spray de brilho, spray de volume e spray salino – para aquelas que gostam do aspecto que o sol e as praias trazem aos cabelos.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).