Menu

Diminuir Olheiras: descubra como evitá-las, quais hábitos agravam sua aparência e como eliminá-las!

Diminuir olheiras é um desejo de muitos já que dão um ar de cansaço e tristeza, acrescentando muitos anos a mais à sua aparência. Saiba como elas aparecem e como se livrar delas

Manchas escurecidas embaixo dos olhos que nos deixam com um ar cansado e abatido: essas são as olheiras, um incômodo traz muita insegurança e que nem sempre pode ser resolvido com as famosas receitinhas caseiras – mas existem outras soluções para diminuir olheiras!

As olheiras aparecem porque a pele da pálpebra inferior é muito fininha, ao mesmo tempo em que essa região é altamente vascularizada. Dessa forma, esses vasos acabam aparecendo sob a pele, fazendo com que essa área tenha uma aparência mais escurecida.

Como você já deve saber, uma noite mal dormida é um fator que desencadeia essas manchas. Contudo, elas surgem principalmente devido à influência genética, de modo que elas costumam ser uma característica que costuma passar de geração para a geração.

Outros fatores que causam as olheiras

Embora a herança familiar seja um fator muito importante no surgimento das olheiras, existem outros hábitos e condições que podem despertar ou agravar o problema – e não estamos falando apenas de noites mal dormidas!

Além do sono insuficiente ou de má qualidade, outros fatores que tendem a piorar as olheiras são a exposição desprotegida ao sol, o consumo excessivo de sal, dietas muito restritivas, o tabagismo, o estresse e os desequilíbrios hormonais.

mulher dormindo dicas para diminuir olheiras

Todos esses itens podem acentuar a vasodilatação da pálpebra inferior, o escurecimento da pele dessa região e o inchaço, favorecendo o surgimento das manchas escuras e também das bolsas sob os olhos.

Além disso, as olheiras também podem aparecer em quem sofre de rinite alérgica, pois o paciente leva as mãos aos olhos para aliviar a coceira, o que acaba provocando o rompimento dos vasinhos e a irritação da pele, que já é bastante delicada.

Olheiras profundas: quando a maquiagem não resolve o problema

Diminuir olheiras causadas por uma noite mal dormida disfarçando-as com um bom corretivo para cobrir as manchas escuras. Contudo, para pessoas que sofrem com olheiras profundas, esse truque não surte efeito.

Nesse caso, as pálpebras inferiores estão desniveladas em relação ao restante do rosto, de modo que a incidência da luz forma uma sombra logo abaixo dos olhos. Com isso, as manchas escuras acabam conferindo um nada lisonjeiro aspecto de “caveira” à pessoa.

Como diminuir olheiras

Embora as receitinhas caseiras como fazer uma compressa de pepino ou aplicar uma colher gelada sob os olhos possam reduzir a vasodilatação e o inchaço, esses truques não resolvem os casos de olheira profunda – nem as manchas mais persistentes.

Felizmente, esses problemas podem ser tratados com procedimentos estéticos ou até mesmo cirurgias para os casos mais graves, oferecendo excelentes resultados. Conheça as técnicas mais utilizadas:

Peeling

O peeling é indicado para diminuir olheiras causadas pelo acúmulo de pigmentos na pálpebra inferior, especialmente aqueles de coloração amarronzada – que podem ser resultado da exposição desprotegida ao sol ao longo da vida.

Esse procedimento promove uma descamação da pele, estimulando a eliminação das células antigas e a renovação celular, além de ativar a produção de colágeno e combater a flacidez. Pode ser necessário fazer até 10 sessões semanais ou quinzenais.

Veja mais – 05 motivos para você fazer peeling!

Carboxiterapia

A carboxiterapia consiste na injeção de gás carbônico de grau medicinal no tecido subcutâneo embaixo das olheiras com o auxílio de microagulhas. Ao ser aplicado, o gás aumenta o fluxo sanguíneo e a oxigenação da região, corrigindo a coloração azulada dos vasos.

Além disso, a movimentação da micro agulha estimula a produção do colágeno, aumentando a firmeza da pele dessa região.

Tratamentos a laser

A aplicação do laser é indicada para diminuir olheiras de tonalidade roxa e marrom. Seu funcionamento se baseia na destruição de moléculas de melanina e na redução do calibre dos vasos, deixando-os menos aparentes sob a pele.

Preenchimento com ácido hialurônico

Para quem sofre com as olheiras profundas, a solução para o problema pode estar no preenchimento com ácido hialurônico, a mesma substância utilizada para tratar o bigode chinês e aumentar o volume dos lábios.

Esse procedimento é mais frequente em pacientes de 30 a 40 anos, quando ocorre a perda do volume entre a pálpebra inferior e a bochecha, formando o sulco nasojugal e as consequentes olheiras.

Em geral, com apenas uma aplicação é possível aumentar o espaço entre o tecido cutâneo e os vasinhos, de modo a deixá-los mais distantes da pele – suavizando o escurecimento da região.

mulher com olhos fechados diminuir olheiras

Além disso, por estimular o funcionamento dos fibroblastos e aumentar a produção de colágeno, o ácido hialurônico deixa a pele menos transparente, disfarçando mais os vasinhos que dão a coloração escura à região.

Por fim, a substância realmente tem a função de preencher, como seu próprio nome indica, nivelando a depressão entre as bochechas e os olhos, diminuindo a profundidade que causava a sombra e, por consequência, eliminando as olheiras.

Você também pode gostar de – Aprenda 07 truques de limpeza facial.

Blefaroplastia inferior

Quando as olheiras são formadas pelo acúmulo de gordura, formando bolsas embaixo dos olhos, os procedimentos estéticos podem não surtir o efeito desejado para suavizá-las. Nesse caso, ainda é possível recorrer à cirurgia plástica de blefaroplastia inferior.

A técnica consiste em fazer uma incisão bem próxima aos cílios inferiores, por onde o cirurgião poderá remover o excesso de gordura. A cirurgia dura cerca de 60 minutos e pode ser feita com anestesia local associada com sedação intravenosa.

No pós-operatório, os cuidados incluem fazer compressas geladas por 24 horas, utilizar óculos escuros sempre que se expuser à luz por 30 a 60 dias e suspender os exercícios físicos por um mês.

Nas primeiras semanas, é normal que a região fique inchada e com alguns hematomas, os quais regridem gradualmente. Em cerca de 3 meses, é possível avaliar o resultado da cirurgia. A cicatriz costuma ficar bastante discreta devido ao local da incisão.

As olheiras são um problema na sua vida? Você já conhecia os hábitos que tendem a piorá-las e as formas de resolvê-las? Compartilhe sua experiência conosco nos comentários e não deixe de conhecer os demais procedimentos estéticos e cirurgias plásticas realizadas pela Dra. Luciana Pepino!

  • 17
    Shares