11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Dicas para quem tem pele oleosa

Ela brilha, pode ter espinhas, dá o maior trabalho. Mas ter uma pele oleosa que também é bonita só depende de você. Siga essas dicas confira o resultado!

Para algumas pessoas, sejam homens ou mulheres, a pele oleosa é um verdadeiro pesadelo. Mas não tem que ser. Brilho em excesso, espinhas, propensão à acne, poros entupidos e cravos podem ser controlados através de alguns cuidados diários, que incluem cremes e cosméticos específicos, mas também uma alimentação balanceada. Sim, porque se manter uma pele normal sempre bonita e bem cuidada já não é fácil, imagine uma pele oleosa – o que, aliás, atinge entre 80% e 90% das mulheres jovens. Os motivos são vários, e vão desde a herança genética até alterações hormonais, estresse, mudanças climáticas, e, claro, a alimentação inadequada. Estes fatores acabam aumentando ainda mais a atividade das glândulas sebáceas, para desespero feminino. Mas preste atenção nessas dicas e as siga direitinho que logo, logo você vai perceber mudanças nada sutis da oleosidade da sua pele.

A forma como você faz a limpeza diária da sua pele é fundamental. Antes de mais nada, evite lavar demais o rosto, apesar de dar muita vontade, e esqueça a água quente. Lave-o apenas duas vezes por dia e sempre com água fria, caso contrário a produção de sebo será estimulada. Use sabonetes neutros ou então aqueles específicos para peles oleosas, de preferência com anti-sépticos e bactericidas. Procure também usar produtos adstringentes, mas sem álcool. Eles fecham os poros equilibram o Ph, além de deixarem uma sensação gostosa de pele calma e refrescante. A hidratação também é importante, mas nada que algum tipo de óleo em sua fórmula. Prefira os hidratantes em gel, loção, sérum ou fluido. Os produtos com ácido podem ser usados, desde que receitados por um dermatologista.

A maquiagem também requer cuidados especiais para quem tem pele oleosa. Os pós, por exemplo, são um perigo. Assim como os compactos, eles acabam obstruindo os poros, aumentando o problema. As bases têm o mesmo efeito e ainda podem aumentar a oleosidade natural propiciando o aparecimento de acne. Não tem jeito? Claro que tem: use um produto matificante como base, que ao invés de absorver a água da pele absorve justamente o óleo, ajudando-a a ficar mais sequinha. Além disso a maquiagem também ainda vai durar muito mais tempo, você logo vai perceber. Mas quando chegar em casa, é hora de desfazer tudo e deixar a pele bem limpa, portanto nem pensar em dormir de maquiagem. Toda noite retire todos os produtos com um demaquilante sem álcool e, pelo uma vez por semana, faça uma esfoliação suave, para retirar as células mortas da pele.

Você sabia que até o corte de cabelo pode influenciar na oleosidade da sua pele? Isso porque a oleosidade do cabelo e do couro cabeludo vai para a testa e para o rosto, porque o cabelo acaba abafando a pele, prejudicando a sua respiração. Por isso os cortes que deixam o cabelo em muito contato com o rosto – com as franjinhas, por exemplo, devem ser evitados. Se fizer questão dela, procure usá-la presa a maior parte do tempo. Da mesma forma, tudo o que você ingere também influencia no estado da pele. Evite alimentos muito gordurosos, como frituras e queijos amarelos. Já o tão amado chocolate, bem, ao que tudo indica essa história de que ele dá espinha e acnes é só mito mesmo, já que a ciência ainda não conseguiu provar alguma correlação entre eles. Mas, na dúvida, use o velho e valoroso bom senso e fuja dos excessos. Assim você terá uma pele sempre bonita e saudável, reduzindo bastante os efeitos da oleosidade.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).