11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Saiba como prevenir estrias na gravidez

estrias na gravidez

O amor pelo seu filho é eterno, mas as marcas da gravidez, como as estrias, no seu corpo não precisam ser.

Você recebeu a notícia de que está grávida? Que maravilha! Essa com certeza será uma fase inesquecível na sua vida, com muita expectativa e muitos preparativos para a chegada do bebê, mas também com muitas mudanças.

Além das mudanças no funcionamento da família e da sua vida como um todo, será necessário lidar com as mudanças do corpo. Os pés vão inchar, a pele poderá ficar mais oleosa e a barriga e os seios vão aumentar de tamanho.

Com o estiramento da pele, é praticamente impossível evitar completamente o surgimento das estrias nessas regiões, porém é possível tomar algumas medidas para minimizar o aparecimento das estrias na gravidez. Vale lembrar: antes de iniciar qualquer tratamento, por mais inocente que ele pareça, sempre busque a orientação do seu médico.

Como surgem as estrias na gravidez

A pele apresenta propriedades elásticas, sendo capaz de se esticar para acompanhar o nosso crescimento ou ganho gradual de peso. Porém, durante a gestação, ocorre uma distensão muito rápida da pele, ultrapassando o limite de elasticidade.

Em consequência, ocorre o rompimento das fibras elásticas, que são formadas por colágeno e elastina e ficam na derme, a camada intermediária da pele. Na camada mais superficial, a epiderme, aparecem as linhas que se assemelham a cicatrizes: primeiro elas são vermelhas (fase em que respondem melhor aos tratamentos) e depois passam a ter uma coloração esbranquiçada.

Controle do peso

O método mais eficaz para prevenir o surgimento de estrias durante a gravidez ainda é o controle do peso. Em geral, recomenda-se que as mulheres ganhem no máximo de 11 a 15 quilos durante os meses de gestação – esse limite pode variar de mulher para mulher e deve ser estabelecido pelo médico obstetra.

O fato é que quando mais a gestante ganhar peso, mais a pele de sua barriga vai se distender além do estiramento natural causado pelo aumento do volume do útero, rompendo as fibras da pele e favorecendo o surgimento das estrias na gravidez.

Dessa forma, é necessário manter uma dieta saudável e praticar exercícios físicos, sempre de acordo com as recomendações do seu médico e, se possível, de uma nutricionista.

Consuma os alimentos corretos

Além de manter uma dieta saudável para evitar o ganho excessivo de peso, manter uma alimentação adequada pode ser uma aliada no combate às estrias durante a gestação. Nesse período, aumente o consumo de alimentos ricos em vitaminas C e E, que trazem benefícios para a pele.

As frutas cítricas como laranja, limão e tangerina, o mamão-papaia, as folhas verdes e a batata, por exemplo, são ricas em vitamina C, que favorece a produção de colágeno.

Já a vitamina E pode ser encontrada em gema de ovo, nozes, sementes, vegetais verdes, óleos vegetais e cereais integrais. Essa vitamina ajuda a proteger as membranas das células e tem efeito antioxidante, retardando o envelhecimento da pele – além de proteger o organismo contra doenças cardiovasculares. Outros alimentos ricos em antioxidantes são o morango e o espinafre.

Sempre vale lembrar que, mais do que em qualquer outra fase da vida, é essencial que as gestantes consumam pelo menos 2 litros de água por dia.

como evitar estrias na gravidez

Cremes e óleos hidratantes

Uma pele bem hidratada tem mais resistência à distensão causada pela gravidez, dando mais condições para que as fibras de colágeno e elastina aguentem as mudanças no volume da barriga e dos seios.

São indicados produtos que contenham vitamina E, elastina, colágeno, lactato de amônia, ureia (até 3%) e óleos vegetais como de amêndoas ou semente de uva antes e durante o período da gestação. Os cremes e óleos devem ser usados rigorosamente todos os dias, de manhã e à noite. Aproveite a aplicação dos cremes e óleos para massagear levemente a barriga e as mamas, ativando a circulação sanguínea dessas regiões.

Uma dica que vale a pena observar é que os cremes e óleos não devem ser usados na área dos mamilos, pois o uso desses produtos pode deixar a pele da região ainda mais sensível e fina, o que pode contribuir para fissuras no momento da amamentação. Por isso, utilize os hidratantes apenas na pele do seio, evitando os mamilos.

Nunca é demais alertar: antes de utilizar qualquer produto, a gestante deve conversar com o seu médico para saber se ele realmente pode ser aplicado durante a gravidez, mesmo que ela já tenha feito uso do creme ou óleo hidratante antes. Cremes com ácido retinoico não devem ser utilizados durante a gestação e a amamentação.

creme para estrias

Invista em roupas íntimas de boa qualidade

Com o aumento do volume dos seios, a pele vai sofrer uma pressão maior, propiciando o surgimento de estriar e flacidez. Uma forma de minimizar esse problema é utilizar sutiãs especiais para a gestação e que ofereçam um bom suporte à região, oferendo o máximo de sustentação possível aos seios.

A calcinha também deve oferecer sustentação à barriga, mas sem apertar demais. Roupas muito justas podem prejudicar a circulação sanguínea, favorecendo não apenas o surgimento de estrias na gravidez, mas também podendo até mesmo causar prejuízos ao bebê.

como evitar estrias

Depois da gestação

É praticamente impossível passar pela gravidez sem que surjam estrias e manchas na pele, mas nem tudo está perdido. Depois da gestação, é possível recorrer a tratamentos estéticos como a aplicação de cremes à base de ácido retinoico e hialurônico, além de peeling e tratamentos com laser e luz pulsada. Embora as estrias não desapareçam completamente, é possível melhorar bastante a aparência delas.

creme anti estrias

 

Você também pode gostar de: 5 Hábitos que causam estrias

Conheça alguns procedimentos estéticos em: Cirurgia Plástica

 

 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).