Qual é a regra para manutenção do Botox?

Mulher jovem em ambiente externo

Aplicação de Botox exige cuidados específicos para maior duração dos efeitos do tratamento

A aplicação de Botox é o procedimento estético mais realizado do mundo com 4,6 milhões de aplicações em 2015 de acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética.

A popularidade da técnica, entretanto, exige que pacientes interessados no procedimento conheçam as práticas para manutenção dos resultados do Botox, garantindo efeitos mais satisfatórios e duradouros.

A manutenção do Botox é necessária, pois a toxina botulínica – substância usada na técnica – interrompe as contrações musculares faciais por bloquear o estímulo neural.

No entanto, o organismo absorve a substância e cria novas conexões para que os estímulos neurais voltem a afetar o músculo, promovendo novamente a contração facial que resulta nas rugas dinâmicas.

A seguir conheça quais cuidados ter com a aplicação de Botox e quando o procedimento deve ser refeito.

Quais cuidados ter com a aplicação do Botox?

Após entender como funcionam os efeitos da toxina botulínica, a paciente pode questionar se é possível fazer com que os resultados da aplicação do Botox tenham uma duração maior.

A resposta é sim! Dessa forma, a manutenção do tratamento pode ser mais espaçada e os resultados de prevenção ao envelhecimento tornam-se mais satisfatórios.

A seguir destacamos 5 cuidados após a aplicação da toxina botulínica para que a manutenção do Botox seja mais satisfatória.

Cuidados após a aplicação

A manutenção dos efeitos do Botox tem início logo após a aplicação da substância com os cuidados apropriados adotados pelas pacientes.

A recomendação é evitar deitar-se nas quatro horas posteriores ao procedimento. No mesmo dia da técnica deve-se evitar exposição solar, que pode causar manchas, e a realização de exercícios físicos.

Nos dias posteriores é importante evitar o excesso de dermocosméticos e também as massagens faciais que podem interferir nos efeitos da substância.

Melhorar hábitos

O Botox consiste em um tratamento estético que visa principalmente retardar e minimizar os efeitos do envelhecimento facial, por essas razões apresenta melhores resultados quando aliado a bons hábitos de vida. Alguns deles incluem:

  • interromper o uso de tabaco, pois o cigarro interfere na produção do colágeno responsável pela elasticidade e vitalidade da pele;
  • beber bastante água, pois a hidratação do organismo é fundamental à saúde da pele;
  • alimentar-se corretamente, evitando alimentos com açúcar que também alteram o processamento do colágeno e investir em opções naturais, como hortaliças, legumes e fruta;
  • realizar atividades físicas, pois elas ajudam no controle do peso e também dos hormônios, que interferem na aparência e saúde da pele;
  • evitar situações estressantes no dia a dia.

Esses cuidados garantem uma melhor manutenção do Botox como também combatem o envelhecimento precoce da pele, contribuindo ao bem-estar e satisfação pessoal das pacientes.

Mulher meia idade usando óculos

Usar protetor solar

O protetor solar é um dos principais aliados na manutenção dos resultados proporcionados pela toxina botulínica assim como na redução do envelhecimento facial.

Uma das principais responsáveis pelo envelhecimento da face é a radiação solar, de forma que a exposição ao sol deve ser controlada e sempre ocorrer usando o protetor solar, em especial no rosto, pescoço, colo e mãos.

Reduzir os movimentos faciais

Assim como a radiação solar, outra causa do envelhecimento da face são os movimentos que fazemos diariamente com o rosto, como para comer, falar, concentrar-se, sorrir e outros.

Por essa razão, não é possível evitar o surgimento de linhas de expressão acentuadas, mas ao diminuir os movimentos da face – e investir em massagens – pode-se reduzi-las.

É justamente esse movimento facial exagerado que é bloqueado com a aplicação de Botox, de forma que controlar os movimentos da face é uma forma de complementar esse tratamento.

Fazer reposição de colágeno

O colágeno é a substância responsável por manter a elasticidade e firmeza da pele, além de interferir na saúde das unhas e cabelos.

Essa substância tem a produção diminuída naturalmente após os 35 anos, além de ser afetada por hábitos ruins como o consumo de açúcar e tabaco.

Dessa forma, com o avançar da idade a reposição de colágeno pode tornar-se uma estratégia necessária para garantir o retardamento do envelhecimento da face.

Com a ampliação dos níveis de colágeno, o organismo terá melhores condições de manter os efeitos da toxina botulínica por mais tempo, garantindo firmeza e elasticidade à pele.

Quando fazer novas aplicações de Botox?

Mesmo com todos esses cuidados relacionados à manutenção do Botox, as novas aplicações da substância devem ocorrer a intervalos regulares de 4 a 6 meses.

Nos homens, devido a musculatura mais forte, a reaplicação da toxina botulínica deve ocorrer a cada 4 meses para manutenção dos resultados almejados.

Já nas mulheres, a aplicação de Botox pode ocorrer a cada 6 meses para prevenir e minimizar as rugas e linhas de expressão.

A soma dos cuidados de manutenção indicados, mais a reaplicação da substância nos intervalos indicados, garantem uma aparência mais jovem e natural, mesmo com o passar os anos.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).