11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Alimentos que facilitam o surgimento da celulite

Alimentos que causam celulite

Conheça 6 alimentos que dão celulite, mas também opções benéficas que devem ser adicionadas à dieta e procedimentos estéticos para amenizar esses sinais!

A celulite consiste em uma inflamação do tecido causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células. Além de fatores como sedentarismo e alterações hormonais ainda existem alimentos que dão celulite.

As causas da celulite são variadas, incluindo má alimentação, tendência genética, má circulação sanguínea, problemas no funcionamento do sistema linfático, maus hábitos, falta de atividades físicas e ganho rápido de peso.

Esses incômodos sinais manifestam-se por meio de furinhos na camada adiposa, acometendo principalmente as coxas, quadris, nádegas e barriga.

6 alimentos que dão celulite

A dieta tem uma relação direta com o problema e conhecer quais são os alimentos que dão celulite contribui para uma reeducação alimentar que, além de mais saudável, vai gerar ganhos estéticos. Conheça a seguir:

1. Gorduras

As gorduras saturadas são muito prejudiciais à saúde e estética e estão presentes em alimentos como frituras, carnes gordas, alimentos condimentados (salame, presunto e outros).

Esse tipo de gordura pode acumular-se no tecido subcutâneo, favorecendo a formação de depósitos e inflamação que resultam em celulites.

É importante lembrar que mesmo gorduras saudáveis, como do azeite, podem ser prejudiciais quando aquecidas em elevadas temperaturas.

2. Doces

O açúcar presente nos doces é um dos alimentos responsáveis pelo ganho de peso e acúmulo de gordura que provoca as celulites.

A recomendação é reduzir o consumo desses itens, optando, sempre que possível, por opções menos açucaradas e em pequenas porções.

3. Bebidas gaseificadas

As bebidas com gás, como refrigerante, contêm elevados índices de açúcar e também gás carbônico que prejudicam o sistema linfático e a circulação sanguínea, favorecendo o acúmulo de toxinas no tecido subcutâneo, o que influencia o surgimento das celulites.

4. Sal

O excesso de sódio está relacionado com a retenção de líquidos que causa inchaço e prejudica a circulação sanguínea e linfática.

Esses aspectos favorecem as inflamações subcutâneas que têm um papel central no surgimento e intensificação dos depósitos de gordura sob a pele.

5. Cafeína

A cafeína presente no café e chá mate, por exemplo, quando consumida em excesso favorece a desidratação do organismo o que leva a prejuízos na circulação sanguínea e favorece o acúmulo de toxinas no tecido subcutâneo.

Deve-se consumir, no máximo, duas xícaras de café por dia e consumidor quantidades apropriadas de água para evitar a desidratação.

6. Álcool

O consumo excessivo de bebida alcoólica compromete a circulação sanguínea e aumenta a retenção de líquidos, favorecendo o surgimento das celulites.

Como prevenir a celulite por meio da alimentação?

Apesar da extensa lista de alimentos que dão celulite também existem aqueles que são benéficos à saúde e ajudam a prevenir o surgimento dessa inflamação na pele. Algumas opções incluem:

  • alimentos integrais;
  • folhas verde escuras;
  • oleaginosas;
  • algumas frutas como abacaxi, maça, frutas vermelhas e banana;
  • peixes ricos em ômega 3 como salmão, sardinha e atum;
  • chá verde e água de cocô.

Lembre-se ainda que um consumo adequado de água diariamente e a prática regular de exercícios físicos também são recomendados.

Quais procedimentos estéticos são indicados para celulite?

Mesmo com alimentos que dão celulite, as pessoas acometidas com esse incômodo têm a disposição diferentes procedimentos estéticos que ajudam a amenizar o problema, como:

  • drenagem linfática: consiste em uma massagem que estimula o funcionamento do sistema linfático, contribuindo para diminuir a retenção de líquidos e facilitar a eliminação de toxinas pelo organismo;
  • radiofrequência: a partir do uso de ondas eletromagnéticas é possível aquecer o tecido subcutâneo promovendo a alteração das células de gordura que são mais facilmente eliminadas;
  • manthus: unindo um gel de tratamento e um equipamento de ultrassom a técnica desidrata as moléculas de gordura adiposa favorecendo sua eliminação pelo organismo;
  • carboxiterapia: consiste na aplicação subcutânea de gás carbono que inicia um processo de regeneração dos tecidos e estimula a produção de colágeno e elastina tornando a pele mais firme e oxigenada para eliminação das células adiposas.

Além de evitar os alimentos que dão celulite, as pacientes acometidas com esses sinais podem buscar auxílio especializado para avaliação de qual o procedimento estético mais adequado ao caso. Agende sua consulta aqui!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).