11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Dicas de alimentação pós-treino

Não tenha medo de se alimentar depois da atividade física, pois isso ajuda a modelar os músculos do corpo

Depois de apresentarmos a vocês algumas razões da importância de se alimentar antes do treino, agora abordaremos o que deve ser ingerido após um longo dia de malhação. Da mesma forma que há pessoas que acreditam que comer antes de malhar é uma forma prática de economizar calorias, há quem tem essa mesma ideia no quesito de não se alimentar assim que sai da academia. Isso acontece por causa do medo de comer demais e recuperar as calorias que foram gastas. De uma forma ou de outra, a regra é não ficar de barriga vazia.

Mas por que é importante fazer uma alimentação pós-treino? É muito simples! Ingerir alimentos ricos em fibras e proteínas ajuda na recuperação muscular, na reconstrução das fibras dos músculos, na reposição de líquidos perdidos, além de contribuir para o preparo do corpo para a próxima sessão de exercícios. Sendo assim, ao término da atividade física, o recomendado é se alimentar e você pode escolher alimentos menos calóricos para não sentir que todo o esforço não valeu a pena.

Depois de malhar, é bem comum bater aquela fome. O segredo é não driblá-la. Ingira alimentos tais como queijos, pães integrais, sucos e vitaminas de frutas, água de coco e até um pedaço de bolo sem cobertura. Não tenha culpa em se alimentar! Se você faz academia durante a noite, não durma de barriga vazia. Você pode optar por uma salada com filé grelhado e até mesmo uma sopa no jantar. Ao fazer isso, evitam-se os estoques de gordura que comprometem qualquer esforço feito no exercício físico.

Após a malhação, o corpo age como uma esponja, por absorver os alimentos com muita rapidez, o que faz o organismo pedir mais alimento. Portanto, fuja de pratos muito pesados e gordurosos, pois as calorias que ficaram lá atrás na sala de treino serão repostas em pouco espaço de tempo. Para manter os músculos saudáveis e modelados para enfrentar mais um dia de treinamento, invista em alimentos que contenham proteínas como peixe, queijo de búfala e iogurtes.

Lembre-se que não basta colocar a culpa no treino na hora de notar que os músculos não estão malhados. A alimentação é essencial, pois ela ajudará na definição da musculatura e do ganho de massa muscular. O que você come auxiliará na conquista dos resultados traçados ao longo dos treinos. Por isso, não pense duas vezes em fornecer ao organismo uma refeição pós-treino e um pouco de carboidratos. Só assim, não haverá perda de massa magra que comprometerá o bom rendimento em cada atividade física.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).