11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Dicas para desestressar

dicas para desestressar

Viver pode ser muito melhor do que você imagina. Veja como pode ser fácil se livrar do estresse

Nem sempre o dia nasce feliz, como queria Cazuza: muitas vezes ele já amanhece com tantas preocupações e tarefas que a gente mal se dá conta que dá, sim, para ver beleza nas coisas. E aí, já com o estresse completamente instalado, aparece a dor de cabeça, a taquicardia, o cansaço, a apatia, a falta de concentração, a irritabilidade e a insônia – que faz com que outro dia também não nasça feliz. Mas é possível mandar o estresse embora e manter o alto astral o dia inteiro seguindo algumas pequenas dicas que, acredite, são capazes de fazer milagres. Uma delas é tão básica que provavelmente você acha que não tem nada a ver, mas a alimentação é fundamental para o bem estar do corpo e da mente.

Comida gostosa e saudável

Então a primeira dica é: alimente-se com o que você gosta, mas de uma forma saudável. Afaste-se do sal, do açúcar, procure evitar a gordura. Sinta prazer na refeição, mas sem exagerar na quantidade. Se achar que está muito difícil, procure a ajuda profissional de um nutricionista, ele poderá preparar um cardápio e dar soluções de refeições saudáveis com de acordo com o seu paladar. Seu corpo ficará mais leve e seus dias mais fáceis de serem levados adiante. Já é um bom começo. A segunda dica complementa a primeira: faça exercícios físicos. Você pode até achar que não tem tempo, mas se não der nem para uma caminhada de meia hora três vezes por semana, tente entrar para uma aula de dança ou fazer ioga. Não? Então simplesmente troque o elevador pela escada, salte um ponto antes, saia do almoço e vá ver vitrine. Isso vai ajudar o corpo e a mente também.

Curta mais você mesma

Tire um final de semana para fazer só o que você quiser, é a terceira dica. Faça uma viagem mesmo que curtinha, vá a três sessões de cinema seguidas, embarque naquela roda gigante, saia com as amigas, role na grama com os filhos, se dedique ao seu hobby favorito, mas faça-se feliz. Deixe as crianças com os avós, fale para o marido fazer a comida, tome um banho de 40 minutos, quase frio, de preferência. Vista aquela roupa que você está louca para usar, mas ainda não teve oportunidade, se produza, ache-se linda e saia, vá ao shopping, ao centro cultural. Chame o namorado para tomar um vinho e hoje, só hoje, abocanhe aquela pizza. E namore, claro!

Ilumine-se

Dica número 4: aproveite que você já voltando a gostar de você mesma – e isso é fundamental para acabar com o estresse – e ilumine-se. Sim, vá para o sol, dê uma “lagartixada”. Deixe a luz, literalmente, entrar em seus poros: o sol amplifica os efeitos de várias substâncias estabilizadoras do humor, como a serotonina. Por isso é que, no inverno, as pessoas ficam mais tristes, com mais sono e vontade de comer: os níveis de serotonina baixam por causa da falta de luz solar. Por último, a quinta dica. Desacelere, faça uma coisa de cada vez. Claro, o dia é curto para tanta coisa, a agenda está cheia, você tem que correr para dar conta de tudo. Não, não tem. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Brasília (UnB) descobriu que 70% da população brasileira tem estresse crônico por causa do trabalho. Bem, você já faz parte da estatística, agora é a hora de sair dela. Faça cada coisa a seu tempo e você vai ver como é possível cumprir tudo e ainda ser feliz. E esse direito ninguém vai tirar de você.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. vilma disse:

    É MUITO DOLOROSA A RECUPERAÇAO DE UMA MINI ABDOMINOPLASTIA?

    • Luciana Pepino disse:

      Olá, Vilma. Recomendo que converse com seu cirurgião para entender melhor todo o processo de recuperação da cirurgia.

  2. RITA BELINASSI disse:

    OBRIGADA PELAS DICAS