Vida Saudável: O que comer no jantar?

Veja o que deve e o que não deve entrar no cardápio noturno.

O que comer à noite? Essa é, sem dúvida, a pergunta de muitas brasileiras. Arroz e feijão ou saladinhas? Vitaminas ou sopas? O que é mais saudável ou ajuda quem está em processo de emagrecimento? Pensando nisso, preparamos hoje um artigo cheio de curiosidades para ajudá-la nas escolhas.

Antes de mencionar as opções, atenhamos a alguns maus hábitos!

Muitas brasileiras priorizam outras coisas e deixam para comer depois das 21:00. Isso não só atrapalha no sono como é um fator que contribuirá para o ganho de peso, independentemente do tipo de alimento que for ingerido no jantar. Comer tarde não é saudável, principalmente se você almoçou lá pelas 14:00 e ficou esse tempo todo sem comer nada – ou ficou comendo besteiras para tentar compensar. Isso fará com que seu corpo comece a acumular gordura na refeição noturna, uma vez que ele considera esse período que você passa sem comer uma agressão contra o organismo e, por medidas de segurança, acumulará mais gordura para poder usá-la em caso de falta. Antes de mudar os pratos, precisamos mudar os hábitos.

O ideal é comer de três em três horas – porções de frutas ou saladas, por exemplo. Faça o jantar entre 18:30 e 20:00 e, se chegar em casa depois desse horário, não deixe para jantar após suas atividades em casa. A quantidade também é um dos segredos para manter a boa forma. Os alimentos podem ser variados, mas não é recomendável exagerar na quantidade. Um pouco de cada será o suficiente.

O que comer?

Isso vai depender do gosto de cada um, mas você pode implementar pratos quentes como feijão, carne, legumes, arroz e verduras. Pode também fazer um lanchinho com pão integral e queijo branco, acrescentando fontes de proteína: frango, carne fatiada, legumes crus, folhas e atum.

A sopa, muito presente em pratos orientais, é uma ótima pedida – mas, assim como nas outras alternativas, é necessário acrescentar legumes e verduras, além de um tipo de carne e não mais que uma fonte de carboidratos (macarrão, batata, pão, arroz, mandioquinha, etc.). Para beber, você pode optar por água, sucos, vitaminas ou leite de frutas, o que pode ser acompanhado de cereais (ex.: aveia).

Evite beber mais do que um copo de 250ml para não causar flatulência. Quem come pouco e bebe muito também precisa se controlar. O líquido em excesso deixa a digestão lenta e isso atrapalha durante a noite.

O que não comer?

De modo geral, frituras e pratos muito gordurosos devem ser evitados, tais como dobradinha, feijoada ou os chamados “junk foods”. Consumir alimentos altamente calóricos durante a noite pode provocar azia e, claro, contribuem pra o aumento de peso. Alimentos como feijão, carnes vermelhas, cremes, queijos amarelos e as bebidas ricas em cafeína – chá mate, café e refrigerante de cola – devem ser evitados à noite por ser de difícil digestão e, portanto, demandar mais energia do organismo, o que atrapalha e muito durante o sono. Como sobremesa, temos a gelatina ou preparações leves como a salada de frutas.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. MARIAZELEIDE disse:

    GOSTEI DAS DICAS MUITO BOAS

WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp