11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Tire suas dúvidas sobre Lipoescultura

Veja como funciona a Lipoescultura, o procedimento que molda o corpo redistribuindo a sua própria gordura

Que atire a primeira pedra quem nunca parou em frente ao espelho e pensou em dar uma “repaginada”, tirando um pouquinho daqui, colocando ali, aumentando cá e reduzindo acolá. Pois é exatamente isso o que a Lipoescultura faz. Combinando técnicas de lipoaspiração e lipoenxertia, esse tipo de cirurgia plástica redistribui a gordura no corpo, esculpindo de jeito a deixar as formas mais harmoniosas. Assim, o corpo vai sendo remodelado com o material do próprio paciente. Mas atenção quem está pensando em emagrecer: ela é indicada apenas para quem tem, no máximo, gordurinhas localizadas, justamente porque a meta não é a redução de peso, mas corrigir pequenos defeitos e realçar os pontos favoráveis.

Boa elasticidade da pele é influencia no resultado final

A Lipoescultura é especialmente indicada para pacientes jovens, com boa elasticidade na pele porque, como ela não é retirada durante a cirurgia, quanto mais elasticidade tiver mais fácil será a sua retração, reduzindo o risco de “sobras”. E não esqueça que, como qualquer outra cirurgia plástica, ela também tem suas limitações de peso, de acordo com a técnica empregada. Se for usada a solução Klein, de soro fisiológico e adrenalina, que reduz o sangramento e o trauma cirúrgico, é possível retirar no máximo 7% do peso total corpóreo, já se a cirurgia for seca esse limite é de 5%, de acordo com as normas do Conselho Federal de Medicina. Já a anestesia dependerá o tipo de intervenção que será realizada. Ela poderá ser local, indicada para procedimentos pequenos e que levem poucas horas; geral, quando o procedimento é mais complicado e demorado, apresentando um nível maior de exigências; ou de bloqueio peridural, quando apenas algumas partes do corpo ficam insensíveis mas o paciente permanece consciente.

Veja como é o procedimento

As cânulas para a retirada da gordura do tecido adiposo são inseridas em pontos que variam com a anatomia do paciente e com a técnica utilizada pelo cirurgião. Essa gordura retirada então será tratada para ficar livre de anestésico, de sangue e de células de gordura rompidas, e só então será enxertada de volta ao paciente através de agulhas finas, modelando as partes do corpo. As cicatrizes que ficam são bem pequenas e tendem a ficar invisíveis, geralmente medindo entre 5mm e 10mm, em áreas escondidas. Flanco, abdome, dorso, face, braços e pernas são os locais mais indicados para a Lipoescultura, que não pode ser realizada em articulações, como joelhos, tornozelos e cotovelos.

Calma e cuidados no pós-operatório

O pós-operatório também é bem parecido com o da Lipoaspiração, e, como em qualquer cirurgia plástica, a observância de algumas dicas ajudam a acelerar a cicatrização. Cerca de duas semanas após a cirurgia acontece a retirada dos pontos, mas é normal que no primeiro mês apareçam manchas rochas e inchaços na área afetada, edemas normais por causa da retirada de gordura, e hipersensibilidade em algumas áreas e insensibilidade em outras. Alguns procedimentos, no entanto, como a aplicação de drenagem linfática e o uso de cinta elástica compressora por cerca de 45 dias, podem ajudar no processo de recuperação da pele, fazendo com que ela volte ao normal mais rapidamente – e isso significa entre três e seis meses. A prática de exercícios físicos deve ser evitada entre 21 e 30 dias após o procedimento, mas caminhas progressivas estão liberadas. Mas tenha calma, porque a recuperação total só se dá em torno de seis meses.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Graca Paz disse:

    Amei essa materia,agora tenho vontade de fazer, com facilidades de pagamento vai ajudar,muito bom…..

  2. Evamalva disse:

    Tenho um tornozelo mais grosso que o outro, quero fazer lipoescultura, será que é possível,já que é uma região que tem muitas veias?

    • Luciana Pepino disse:

      Olá, Evamalva. Por ser uma área com altos riscos de complicação, a enxertia nesse local não é indicada. Beijos!

  3. mary Araújo disse:

    Eu gostaria muito de fazer alguma coisa para mudar o meu corpo.
    como faço para agendar uma avaliação?