Mitos e verdades sobre os produtos de beleza

Mulher com produto para a pele no rosto

Saiba o que não é verdade sobre os produtos para a pele escolhendo os mais adequados às suas necessidades!

A escolha dos produtos para a pele sempre é polêmica, não é mesmo? O que funciona? O produto que traz resultados maravilhosos na minha amiga vai dar certo comigo? Preciso sempre compra o mais caro?

Pois é, as dúvidas em torno dos produtos de beleza são várias e muitos comerciais, em vez de ajudar, acabam aumentando os questionamentos e alimentam diversos mitos, dificultando a vida das consumidoras. A seguir destacamos 9 mitos e verdades sobre os produtos para a pele. Boa leitura!

9 mitos e verdades sobre produtos para a pele

Como afirmamos, as dúvidas em torno do que funciona e o que não na indústria dos cosméticos são diversas e muitas consumidoras gastam dinheiro sem saber se o investimento vai surtir efeito.

A seguir esclarecemos dúvidas sobre produtos para a pele naturais, anti-idade, hipoalergênicos e outros.

1. Os cosméticos químicos são mais fortes que os naturais?

MITO – não é verdade que os produtos químicos sempre são mais fortes, pois o que determina esse aspecto são as concentrações das substâncias que podem ser maiores em um produto natural, por exemplo.

Essa dúvida alimenta outro mito, que os cosméticos químicos apresentam mais resultados, o que pode ou não ocorrer, dependendo da concentração de ativos, do uso correto de acordo com o tipo de pele, a consistência do item, entre outros aspectos particulares de cada caso.

Destaca-se, entretanto, que não há estudos suficientes que comparam esses produtos, não sendo possível determinar se um ou outro é mais efetivo.

2. Posso usar produtos naturais sem orientação médica?

MITO – mesmo produtos naturais podem conter substâncias que provocam alergias, de forma que eles não devem ser usados sem orientação médica e acompanhamento especializado, da mesma forma que os produtos para a pele com base química.

O mais adequado é sempre buscar auxílio especializado para realizar qualquer tratamento estético, pois avaliando as particularidades do caso será possível identificar os produtos, sejam naturais ou químicos, mais apropriados.

3. Posso começar a usar os cremes anti-idade com 20 anos?

VERDADE – não existe nenhuma contraindicação em iniciar os cuidados anti-idade mais cedo, aos 20 anos, por exemplo. Limpar e hidratar a pele sempre serão práticas bem-vindas que contribuem para retardar os efeitos do envelhecimento. No entanto, nessa idade são recomendados produtos com fórmula e textura mais leves.

Outro aspecto importante – e esse vale para todas as idades – é que não necessariamente é preciso comprar o creme anti-idade para a faixa etária específica. O ideal é que o cosmético contenha as substâncias mais necessárias à sua pele, o que normalmente é seguido pelas indicações de idade, mas pode haver exceções.

4. Com a pele sensível só posso usar cosméticos hipoalergênicos?

Creme para a pele

MITO – o fato de um produto para a pele ser hipoalergênico não garante totalmente que ele não vai desencadear uma reação alérgica em uma pessoa que tem a pele mais sensível, ainda que tenha menor propensão de causar esse efeito.

É possível que mesmo com a pele sensível encontre-se um produto normal que atenda às necessidades e faça um efeito positivo. No entanto, buscar auxílio especializado reduz as chances de deparar-se com um produto que pode agravar o quadro alérgico, ainda que a reação varie de organismo para organismo.

5. Sempre preciso usar a linha completa para ter resultados?

MITO – principalmente nos cuidados com os cabelos, mas também em alguns produtos para a pele muitas consumidoras têm receio de que um cosmético não vai apresentar os resultados esperados se não for adquirida toda a linha de cuidados.

O indicado é que um produto, mesmo usado isoladamente, apresente os resultados indicados, portanto, fuja de produtos que só garantam resultados quando usada a linha completa. O ideal é que o consumidor tenha autonomia e bons resultados utilizando apenas um ou todos os itens da linha.

6. Formigamento na pele é sinal de que o produto está agindo?

MITO – um dos principais e mais perigosos mitos relacionados aos produtos de beleza refere-se a ideia de que o formigando após a aplicação de um cosmético é um aspecto positivo, pois significa que o produto está agindo.

O formigamento não é um bom sinal e normalmente indica que a pele está irritada. Portanto, caso aplique um produto e tenha esse efeito, lave com água corrente imediatamente. Se a sensação persistir, procure ajuda médica.

7. Posso usar um produto sem riscos de perder os efeitos?

VERDADE – muitas pessoas acreditam que a pele acostuma-se com um produto fazendo com que os efeitos proporcionados por ele sejam interrompidos, mas trata-se de um mito que faz as consumidoras migrarem mesmo quando estão satisfeitas com os resultados.

Tanto a pele quanto os cabelos não reagem negativamente aos bons cuidados, portanto, se encontrar um produto de beleza que proporciona os resultados esperados, pode continuar sempre com ele.

8. Os melhores produtos são os mais caros?

MITO – a eficácia de um produto para a pele não é determinada pelo preço. Dependendo do seu organismo, pode ser que um cosmético de valor acessível funcione muito melhor do que um item muito mais caro.

Isso é determinado pela fórmula utilizada e pela reação de cada organismo individualmente.

9. Cremes para acabar com celulite e estrias funcionam?

MITO – se um produto para a pele promete acabar com as celulites e estrias não confie! Alguns cosméticos realmente contribuem para amenizar as celulites, mas apenas se o uso for associado a uma boa alimentação, hidratação, prática de exercícios físicos e, preferencialmente, tratamentos especializados.

Já as estrias, cicatrizes decorrentes da destruição de fibras elásticas e colágenas da pele, são causadas pelo estiramento da pele e não podem ser revertidas com cremes, sendo indicado o tratamento de laser para estrias.

Apesar dos muitos mitos e verdades sobre produtos para a pele, o mais recomendado é procurar ajuda especializada para escolher os cosméticos mais adequados às suas necessidades e iniciar os procedimentos estéticos mais efetivos.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).