11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

O que são retinóides tópicos e para que são indicados?

Conheça os retinóides tópicos ou ácido retinóico

Os retinóides tópicos são indicados para amenizar envelhecimento facial e acnes, mas acompanhamento especializado é fundamental no tratamento.

É provável que você já tenha ouvido em retinóides tópicos ou ácido retinóico, ponderando se essa substância é a mais adequada às suas necessidades dérmicas e deve ser incluída na rotina de skincare.

A seguir apresentamos informações importantes sobre os retinóides tópicos, incluindo o que é essa substância, além de indicações de uso e cuidados. Confira!

O que são os retinóides tópicos?

Os retinóides tópicos são substâncias derivadas da vitamina A e estão entre os compostos mais estudados atualmente para tratamentos de rejuvenescimento facial, seja decorrente de tendências hereditárias, como também por fatores externos.

Um estudo da Cochrane revelou que os retinóides estão entre as substâncias mais eficazes para tratamento do fotoenvelhecimento cutâneo.

Os resultados satisfatórios com o tratamento devem-se a forma como o ácido retinóico age, fazendo a ligação entre receptores nucleares específicos nas células da derme.

Entre os resultados que podem ser alcançados com os retinóides tópicos destacam-se:

  • renovação das células da epiderme;
  • redução da produção de sebo, diminuindo a oleosidade;
  • inibição da formação de novos cravos.

Os produtos tópicos com ácido retinóico podem ser encontrados com nomes como tretinoína, adapaleno e tazaroteno. Além disso, a substância também pode fazer parte da composição de antibióticos.

Quais as indicações da substância?

Atualmente, os retinóides tópicos podem ser encontrados em formato de gel, séruns, cremes, loções e outros.

A substância pode ser usada no tratamento de sinais de envelhecimento cutâneo, como rugas finas, hiperpigmentação, sardas, manchas, aspereza, estrias, principalmente vermelhas, e textura irregular da pele. Conheça algumas das principais indicações a seguir.

Fotoenvelhecimento

Um dos principais inimigos da derme é a radiação ultravioleta, que prejudica a produção de colágeno e resulta em diversas alterações indesejadas.

O ácido retinóico contribui no estímulo à produção de colágeno, amenizando os danos causados pela exposição ao sol e radiação.

Além disso, a substância é indicada no tratamento de manchas, que podem ser causadas por uma associação entre exposição solar e excesso de queratinização das células.

Acnes

Os retinóides tópicos mostram-se eficazes também no tratamento da acne, sendo usado como um complemento a outros recursos dermatológicos.

Os bons resultados devem-se ao maior controle da produção de sebo, que tem relação direta com a oleosidade cutânea e, consequentemente, maior incidência de acnes e cravos.

A substância ainda apresenta benefícios complementares no tratamento da pele acneica, como normalização da queratinização dentro dos poros, reduzindo o entupimento dos poros, melhora das cicatrizes de acne e da textura da pele.

Quais os cuidados ao fazer um tratamento com retinoides?

Apesar dos bons resultados em tratamentos estéticos com os retinóides tópicos, como todo ácido, é essencial que haja alguns cuidados no uso do produto.

Inicialmente, o uso do ácido retinóico deve ser prescrito por um especialista após avaliação detalhada das características e necessidades de tratamento.

Além disso, a substância não deve ser usada caso a pele esteja inflamada, eczematosa ou com queimaduras de sol. Pessoas com tendências a infecção de pele, como rosácea e herpes, ou com infecções ativas também não devem realizar o tratamento.

Outra restrição é o uso do ácido retinóico por gestantes. A substância pode afetar o desenvolvimento fetal e deve ser completamente evitada. Durante a amamentação pode-se fazer o uso, desde que com acompanhamento médico, mas preferencialmente após os 6 meses do bebê.

O produto deve sempre ser usado à noite, mas é importante reduzir a exposição ao sol durante o tratamento e sempre usar protetor solar.

Apenas um médico especialista poderá avaliar a necessidade do uso dos retinóides tópicos definindo a dosagem, duração do uso e indicando os cuidados diários associados ao tratamento dermatológico.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).