11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Ninfoplastia na Adolescência: Tudo o que você precisa saber

Adolescente deitada com a mão no olho

A Ninfoplastia é a cirurgia da região íntima da mulher. A procura por esse tipo de procedimento vem crescendo entre as adolescentes.

As mulheres estão se preocupando cada vez mais cedo com beleza e autoestima. Mais e mais meninas de 16 anos estão preocupadas com sua aparência – e queixas sobre surtos de acne não são mais o único problema nesses casos – a comunidade médica começa a debater a Ninfoplastia na Adolescência.

Dificuldades com autoestima e auto aceitação são muito comuns entre as adolescentes, que estão em uma fase de crescimento tanto física quanto mental. Qualquer questão física que incomode nessa fase pode gerar uma série de traumas psicológicos, que podem afetar até o desenvolvimento da personalidade futuramente.

Pensando em esclarecer as questões em torno deste tema que preparamos este artigo – assim você poderá se munir de mais informações sobre Ninfoplastia e sentir-se mais segura ao visitar um consultório médico.

Adolescentes devem fazer cirurgia plástica?

Clinicamente falando, não existe nenhum impeditivo para adolescentes se submeterem a cirurgias plásticas. Porém, existem uma série de aspectos que precisam ser estudados, relacionados à sua maturidade física e emocional.

É importante entender de fato o problema e suas reais consequências no dia a dia do paciente adolescente, para evitar expectativas mal resolvidas – e que podem gerar novos problemas dali para a frente.

A indicação também é algo que merece acompanhamento especial: questões que não se enquadram nos padrões estabelecidos e que, por isso, gerem desconforto no paciente devem ser cuidadosamente avaliados.

Quando o caso indica claramente que há impacto na sua autoestima e no desenvolvimento da personalidade ou que prejudica a saúde, a correção estética é o melhor caminho.

mulher com um lenço na cintura simbolizando a ninfoplastia

Os casos de Ninfoplastia entre adolescentes

No caso da Ninfoplastia, a questão é literalmente um pouco mais embaixo. A relação que as adolescentes possuem com seus corpos e sua aparência é delicada. Há sempre um grande desejo de se encaixar, além da eterna comparação com as imagens de seus ídolos divulgada pela mídia de massa. E tudo isso contribui para elevar os níveis de pressão e de insatisfação sobre nossas meninas.

A área íntima ganha um destaque especial, justamente por esta ser também a fase de descoberta da sexualidade. E qualquer problema nesse sentido pode gerar uma série de experiências que trarão reflexos futuros.

Porém, como mencionamos acima, cirurgias plásticas de reparação em adolescentes dependem de uma série de fatores – como a maturidade física, por exemplo. E é aí que entra a principal questão: os grandes lábios e os pequenos lábios mudam ao longo do ciclo de vida de uma mulher – e a puberdade faz parte disso tudo.

Variações de tamanho, forma e simetria são perfeitamente normais e raramente indicam um problema potencial na adolescência. Fazer esse tipo de procedimento em um corpo que está em um estado de transição aumenta os ricos de resultados insatisfatórios. E também da necessidade de uma cirurgia corretiva secundária.

Por isso, é consenso médico que se deve aguardar pelo menos de seis a 12 meses após uma perda significativa de peso para procedimentos de correção física.

O mesmo princípio se aplica às adolescentes e a Ninfoplastia: pacientes com esse perfil ainda estão se desenvolvendo fisicamente e emocionalmente. Em alguns casos, é preciso aguardar até os 20 anos para que a maturidade seja de fato alcançada.

Então é possível que um procedimento estético realizado nessa faixa etária possa apenas “melhorar” a forma de tecidos normais – que não seriam incômodo algum para esta mesma paciente daqui a alguns anos.

mulher sorrindo

Então a Ninfoplastia não é recomendada para adolescentes?

Seja qual for a idade da paciente, fazer ou não um procedimento como a Ninfoplastia é uma questão sempre pessoal. Embora acredite-se que o ideal é que a Ninfoplastia seja adiada até a idade adulta, alguns casos podem sim ser resolvidos com o procedimento, como uma deformidade física dos tecidos genitais, que causa desconforto durante as atividades do dia a dia ou que impede a paciente de usar confortavelmente certos tipos de roupas.

Nesses casos, é importante que a paciente conte com suporte psicológico profissional, para verificar se possui maturidade emocional para este tipo de cirurgia, que está ciente dos resultados e com expectativas realistas – especialmente sobre o pós-operatório.

Como proceder se uma adolescente pergunta sobre Ninfoplastia

O primeiro passo é tentar não minimizar o problema logo de cara: você pode gerar uma certa resistência à sua preocupação e provocar a rebeldia de adolescente.

Por isso crie um canal de comunicação sólido, que permita a ela compartilhar com você suas razões para querer este tipo de cirurgia, o que ela espera do procedimento e como ela acha que isso iria ajudá-la.

Você pode também levá-la para se consultar com um profissional especializado, que trará uma abordagem científica sobre o assunto e poderá, através de um bom diagnóstico, oferecer um panorama real do problema e suas possíveis soluções.

Tire suas dúvidas sobre Ninfoplastia na Adolescência agora mesmo, baixe agora nosso E-book Tudo sobre Ninfoplastia

cmsfiles174211479824675landing-page-jpg
Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).