11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

Como Usar: Franjas

Veja como tirar o máximo proveito das franjas, esse verdadeiro ‘must have‘ do inverno 2015!

Houve um tempo em que elas ficaram esquecidas, escondidinhas lá dentro do armário. Bem, para quem gosta das franjas, é hora de pegar todos aqueles itens que você deixou de usar porque haviam ficado lá atrás, na década de 70, e leva-los para passear, sem medo. Algumas das maiores tendências da moda atual, o Boho, Folk e Hippie Chic, as trouxeram de volta nas mais diversas peças do vestuário feminino. Blusas, casacos, saias, botas e bolsas, praticamente tudo o que tiver franja está na moda – e não parece que vai sair dela tão cedo. O mais interessante é que, apesar de revigoradas por estes estilos, conforme ganham as ruas vão ganhando também novas releituras, fazendo com que se encaixe em quase todos os estilos. Veja como usá-las esse verdadeiro must have!

Veja como usar de acordo com o seu corpo

A verdade é que as franjas dão um toque de elegância seja nas roupas ou nos acessórios, mas nem todo mundo fica bem com qualquer tipo de franja. Quem está acima do peso, por exemplo, deve deixar as franjas para os acessórios, porque nas roupas elas tendem a dar volume ao visual. Use o mesmo princípio para bustos grandes ou quadris largos: não as use onde há abundância de formas. Já as baixinhas devem investir nas franjas verticais, que alongam a silhueta e dão a sensação de continuidade, como vestidos, por exemplo. Por outro lado as magrinhas podem usar e abusar delas, em qualquer lugar. Mas se a sua perna é muito fininha, aposte nas saias de franja na altura do meio da coxa, que valorizará seu visual. Quem tem pernas grossas deve fazer o contrário, com o comprimento abaixo do joelho. Vestiu, olhou, não gostou? Não esqueça: na dúvida, tire. Prefira um acessório de franjas que sempre cai bem e é elegante que só.

Anos 20 ou 70? Você escolhe!

Gosta de dar um toque meio retrô ao visual? Então aproveite, porque as franjas são ótimas para isso. Um jeito bem bacana, e mais sofisticado, de usá-las é no estilo dos anos 20, aquele jeito meio “melindrosa”. As franjas fininhas, na barra dos vestidos ou caindo na altura do quadril, ou ainda aqueles vestidos inteiros com camadas de franjas, bem leves e serelepes. É o glamour de uma das épocas mais sensuais da moda mundial, com bocas bem marcadas em batões vermelhos ou olhos pretos e longos cílios postiços. Mas se você gosta de dar um ar mais descolado, pode se chegar ao velho e bom estilo dos aos de paz e amor e investir em um estilo folk, por exemplo. Calças flair, óculos escuros arredondados e um charmoso chapéu têm tudo a ver com bolsas de couro ou camurça com franjas ou casacos com detalhes de franjas nas mangas ou na lapela. E aproveite, porque a tendência folk é a mais forte da próxima estação – e a sobreposição de peças tem tudo a ver com o friozinho que se aproxima.

Cíclica na moda, guarde as peças que você tem

As franjas que já estavam por aí no verão vão se firmar de vez no inverno e prometem continuar com o sucesso em 2016. Então compre sem medo, ainda terá muito o que usar. E tem sido assim sempre, de tempos em tempos elas reaparecem e causam furor no mundo fashion, por isso guarde sempre suas peças com franja. Uma boa pedida para mantê-las sempre baixinhas e sem embolar, principalmente as mais fininhas, é mantê-las penduradas envoltas em um saco plástico que as deixe unidas e retinhas. Se tiver queguarda-las na gaveta, dobre com muito cuidado e cuide para que nada a levante, porque não tem coisa mais esquisita do que franja “rebelde”. E aproveite todo o sucesso dessa moda para lá de especial!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).