Miniabdominoplastia, procedimento traz ótimos resultados ao abdômen

O que é Miniabdominoplastia?

Saiba tudo sobre o procedimento e descubra se é o mais indicado para o seu caso

 

Livrar-se das incômodas gordurinhas pode ser mais simples e barato do que você imagina. Com a miniabdominoplastia, a recuperação é rápida e os resultados visíveis desde muito cedo.

 

Principais recomendações do procedimento

miniabdominoplastia é indicada para pacientes com leve flacidez na região abdominal. É comum após a gravidez os músculos do abdômen acumularem uma pequena camada de gordura.

Mesmo em pessoas magras, essa gordura pode incomodar, e como ela não desaparece nem mesmo com exercícios físicos e dieta, o mais indicado é recorrer à miniabdominoplastia.

Além da gravidez, fatores genéticos também contribuem para a frouxidão na pele, depósitos de gordura e marcas de distensão na parte baixa do ventre.

 

Por que é diferente da abdominoplastia?

Apenas a parte de pele e gordura abaixo do ventre é retirada, longe da área do abdômen. O procedimento dura entre uma e duas horas e requer apenas uso de sedativos e anestesia local.

A incisão é menos invasiva e simples, dependendo sempre da quantidade de gordura a ser retirada e dos contornos corporais da paciente. A cicatriz é permanente, porém, discreta, localizada abaixo de roupas.

A cirurgia consiste na abertura dessa área do abdômen, costura dos músculos afastados e fechamento da região operada. No momento de fechar, é realizada a retirada da gordura e pele que restam.

Enquanto isso, a abdominoplastia normal e completa é recomendada para pacientes com maior índice de gordura na região, com corte próximo ao umbigo e cicatriz maior.

 

Vantagens da Miniabdominoplastia

 

Vantagens na recuperação

A cicatriz da miniabdominoplastia é suturada e alguns drenos permanecem no local para evitar acúmulo de água, entre duas e três semanas. É recomendado à paciente utilizar uma cinta para auxiliar na recuperação.

É comum notar, durante o processo pós-cirúrgico, dor, pequenos ferimentos e até um leve aumento de volume, que desaparece em poucas semanas.

A paciente deve desde o início realizar curtas caminhadas, a fim de reacomodar os próprios músculos e acelerar a sua recuperação. Os pontos da sutura saem sozinhos, ou devem ser retirados entre uma e quatro semanas depois.

Após um período entre uma e três semanas, a maioria das pacientes retorna ao trabalho, embora as sequelas todas desapareçam totalmente apenas entre seis e oito semanas.

O retorno às atividades físicas e rotina produtiva leva, de fato, até dois meses, até que a cicatrização se dê efetivamente.

 

Resultados da miniabdominoplastia

Durante 30 dias, a paciente deve evitar levantar peso e precisa utilizar a cinta. Além disso, é recomendável agendar desde o início as sessões de drenagem linfática que devem ser realizadas. Dirigir é permitido após 14 dias.

Quando todos os cuidados são tomados com cautela, a chance de sucesso da miniabdominoplastia é alta, sendo que o procedimento em si oferece menos riscos que uma cesárea.

O principal resultado pode ser conferido em pouco mais de dois meses. Um abdômen esculpido, sem gorduras e com uma cicatriz minúscula, é a principal vantagem.

É importante frisar que o procedimento não substitui a dedicação a exercícios físicos regulares e a alimentação saudável.

Para manter os resultados da miniabdominoplastia, é recomendável que a paciente não passe por bruscas alterações de peso e siga num estilo de vida saudável. Uma futura gravidez também pode comprometer o resultado.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Gilsonete Gomes de Almeida disse:

    Infelizmente tenho um sinal na coxa posterior, feito biópsia, queslatose seborreica
    Mais é muito grande, não posso vestir nada no meio da coxa,ir à piscina nem pensar.
    Me encomoda muito, se alguém ver fica logo com espanto perguntando o que é aquilo na minha coxa, é horrível.
    Quero muito saber se tem como fazer uma “reconstrução”
    Obrigada.

    • Dra. Luciana Pepino disse:

      Gilsonete,
      Sinceramente só tenho como responder te vendo e avaliando pessoalmente, uma vez que cada caso é um caso e que tem um diagnóstico específico. Se desejar, ligue para nós e agende sua consulta sem compromisso, pois a avaliação do seu caso é essencial, somente assim poderei opinar sobre qual a melhor indicação para você e lhe mostrar alguns resultados de outros pacientes.

      Neste link estão os telefones da clínica, caso queira nos ligar: https://www.lucianapepino.com.br/contato.asp

      Estamos à disposição para ajudá-la da melhor forma.

  2. Thayse disse:

    Ola me chamo thayse tenho 22 anos. Nao tenho filhos porem tenho problemas com gordura e flavidez no abdomen. Eu li sobre e vi que caso eu engravidar apos o procedimento posso voltar a ter o mesmo problemas pois pode comprometer o resultado desejado e volta a ter flacidez.. gostaria de saber mais sobre.