11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Flacidez pós-emagrecimento? Saiba como resolver

Veja como lidar com a flacidez pós-emagrecimento

Conheça diferentes formas de amenizar a flacidez pós-emagrecimento e quais resultados são possíveis com cada abordagem.

Talvez você já esteja familiarizada com a situação e acredite que não existe solução para a flacidez pós-emagrecimento. Sabemos que não é fácil, mas há diversos cuidados e técnicas que podem auxiliá-la nesse desafio.

A primeira recomendação é ter consciência do nível de flacidez resultante do processo de emagrecimento, inclusive buscando auxílio especializado, especialmente para casos mais severos. Entenda melhor a seguir!

5 dicas para resolver a flacidez pós-emagrecimento

A flacidez pós-emagrecimento pode surgir em qualquer caso de perda de peso mais rápida, como se fez uma dieta ou realizou uma cirurgia bariátrica.

A recomendação é investir em um emagrecimento saudável e acompanhado por especialista, o que já reduz as chances de depósitos de pele após a perda de peso. No entanto, nem sempre é possível ter esses resultados.

Dessa forma, existem algumas recomendações que podem auxiliá-la na redução da flacidez pós-emagrecimento, devolvendo a autoestima e satisfação pessoal de pacientes incomodadas com essa característica. Confira!

1. Evite o excesso de sol

A radiação ultravioleta que incide sobre a pele quando há o excesso de exposição ao sol é uma das principais responsáveis pelo comprometimento das fibras de colágeno.

Ao perder colágeno em decorrência do sol, a pele perde sustentação e torna-se mais flácida. Evite o sol mais forte, entre 10h e 16h e use sempre protetor solar.

2. Faça exercícios físicos

Os exercícios físicos são ótimos aliados para manter a saúde, queimar depósitos de gordura e diminuir a flacidez, principalmente quando o emagrecimento foi médio.

A melhor opção para esses casos são os exercícios anaeróbicos, como musculação, sprints e saltos, que exigem movimentos rápidos e de alta intensidade. Essas atividades ajudam no fortalecimento das fibras musculares, melhorando a sustentação dos tecidos.

3. Invista em uma reeducação alimentar

Se você emagreceu muitos quilos após uma dieta saiba que voltar aos hábitos alimentares anteriores resultará, provavelmente, no efeito sanfona.

Dessa forma, uma maneira de manter o peso desejado, reduzir a flacidez e melhorar sua saúde é investir em uma reeducação alimentar. Diferentemente da dieta trata-se de uma abordagem de longo prazo que inclui na alimentação todos os nutrientes necessários e reduz o consumo de açúcares, gorduras, sódio e processados.

4. Faça procedimentos estéticos

Atualmente, existem diferentes procedimentos estéticos, pouco invasivos, que podem ser realizados visando amenizar a flacidez pós-emagrecimento. Entre as técnicas incluem-se:

  • radiofrequência: por meio de um tratamento que aquece o tecido subcutâneo ocorre o estímulo à produção de fibras colágenas e de elastina, melhorando a firmeza dos tecidos;
  • ultrassom microfocado: técnica que consiste no disparo de ondas ultrassônicas por um aparelho atingindo camadas profundas da derme o que estimula a produção de colágeno e elastina, melhorando a flacidez e tornando a pele mais elástica e firme.

A definição do procedimento mais adequado depende da avaliação de um especialista, considerando as particularidades do seu caso.

5. Recorra à abdominoplastia

Em algumas situações, principalmente para pacientes que realizaram a cirurgia bariátrica e perderam peso significativamente, a abdominoplastia pode ser a alternativa mais eficaz.

Nessa cirurgia plástica os depósitos de pele são removidos visando uma estética corporal satisfatória ao paciente de forma segura. No procedimento também pode ser feita a sutura dos músculos reto-abdominais, garantindo mais firmeza à região.

A avaliação quanto à realização da abdominoplastia para tratamento da flacidez pós-emagrecimento só pode ser realizada por um cirurgião plástico após ponderar as expectativas do paciente, as características do caso e as possibilidades da cirurgia plástica. Agende sua consulta aqui!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).