11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Lipoaspiração: Tudo o que você precisa saber para realizar essa cirurgia

gordura localizada

A lipoaspiração é a cirurgia plástica campeã entre as brasileiras. Informe-se sobre tudo o que você precisa saber sobre esse procedimento.

A lipoaspiração é uma técnica que tem como objetivo alterar sua silhueta, ou seja, seu contorno corporal, por meio da sucção do excesso de gordura de uma determinada região, como abdômen, flancos e quadris. A diferença da lipoescultura está somente na utilização da gordura aspirada para modelar e preencher outras partes do corpo por meio de enxertos.

A lipoaspiração é uma prática bastante comum no Brasil. Sendo o procedimento de desejo de muitas mulheres e também de alguns homens. Mas não deixa de ser uma cirurgia. Por isso, é importante que você esteja muito bem informada sobre esse procedimento. Conheça agora tudo o que você precisa saber antes de se submeter a essa cirurgia.

Lipoaspiração

A lipoaspiração é uma técnica que tem como objetivo alterar sua silhueta.

Escolha do profissional e do ambiente cirúrgico

Um dos passos mais importantes na lipoaspiração é a escolha do profissional que vai realizar o procedimento. Segundo o Conselho Federal de Medicina. Essa cirurgia só pode ser realizada pelo médico especialista em cirurgia plástica, e você jamais deve abrir mão disso.

Embora existam alguns profissionais que se auto-intitulam “especialistas em medicina estética”. Saiba que essa modalidade não existe. Para ter certeza de que seu médico está devidamente habilitado a fazer a lipoaspiração, verifique se ele faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, no site www.cirurgiaplastica.org.br.

Outro ponto a observar é que a lipoaspiração para que seja mais segura deve ser realizada preferencialmente em ambiente hospitalar. Por mais consultórios ou clínica pareçam mais práticos. Eles muitas vezes não apresentam a estrutura necessária em caso de adversidades.

A Hidrolipo, Minilipo, Lipo Light, Lipo Fracionada e a HLPA (Hidrolipoclasia Aspirativa) até podem ser realizadas nas clínicas e consultórios. Desde que sejam apenas com anestesia local – ou seja, a paciente não estará sedada e acompanhará todo o procedimento.

Indicações da lipoaspiração

É essencial ter em mente que a lipoaspiração não é uma técnica de emagrecimento. Ou seja, embora ela seja capaz de alterar o contorno corporal. A técnica não deve ser entendida como uma forma de perder peso. Assim, os pacientes que apresentam os melhores resultados são aqueles que já estão com o peso estável e desejam se livrar de uma gordura localizada que resiste às dietas e aos exercícios.

As melhores indicações para a lipoaspiração são para pacientes que estejam com o peso ideal ou um pouco acima do ideal (até 20 a 30%), não apresentem impedimentos médicos como problemas cardíacos, estejam com uma boa autoestima e tenham expectativas reais sobre o resultado. Além disso, ter uma pele firme e elástica e boas condições de saúde ajudam no resultado e na recuperação.

Como é feita a lipoaspiração?

Depois que o paciente estiver anestesiado, o médico insere uma cânula (um caninho oco de metal) por meio de pequenas incisões na pele. Essa cânula vai até a camada de gordura, chamada de tecido adiposo, de onde ela faz a aspiração.

O total de gordura que pode ser aspirado varia conforme o paciente, e só o médico poderá determinar a quantidade exata. Em geral, não se aspira mais do 7% do peso do paciente, e as áreas a serem aspiradas não devem corresponder a mais de 40% do corpo do paciente.

Recuperação e pós-operatório

Como qualquer cirurgia a lipo também gera uma agressão ao seu organismo. Por isso, é normal que na recuperação o paciente apresente algumas dores, inchaços e hematomas.

O nível de dor costuma ser bem tolerado com a administração de medicamentos receitados pelo médico. Mas você provavelmente se sentirá desconfortável para realizar suas atividades nos primeiros dias. Você precisa ficar em repouso, principalmente nos três primeiros dias depois da cirurgia. Mas é importante fazer pequenas caminhadas dentro de casa para evitar a formação de trombos.

Normalmente, a paciente pode voltar ao trabalho cerca de uma semana depois da cirurgia, dependendo da profissão. As caminhadas leves estão liberadas a partir de duas semanas. Mas os exercícios mais pesados devem aguardar de 30 a 40 dias.

Para combater o inchado causado pelo excesso de líquido acumulado e a formação de fibrose, a paciente deverá fazer sessões de drenagem linfática e ultrassom. Essas técnicas ajudam a escoar os líquidos, diminuindo o edema e ajudando a cicatrização.

Além disso, será necessário utilizar a cinta compressora e a placa contensora por no mínimo 30 dias – a cinta exerce uma pressão no local da cirurgia que favorece a reabsorção dos líquidos, enquanto a placa contensora evita a formação de marcas e irregularidades na pele.

pós operatório lipoaspiração

Será necessário utilizar a cinta compressora e a placa contensora por no mínimo 30 dias

O que devo esperar do resultado?

O resultado de uma lipoaspiração nunca é o emagrecimento, mas sim um redesenho do contorno corporal. Você deverá ter muito claro quais são as expectativas da cirurgia, e somente o seu médico poderá dizer qual será o nível de melhora.

Ao sair da cirurgia, seu corpo já estará livre do excesso de gordura, mas você deverá ser paciente para ver o resultado final. Nos primeiros dias, seu corpo estará inchado e com hematomas, então não será possível ver como ficou a área lipoaspirada. Não se desespere: esses efeitos devem sumir depois de três meses, e o resultado final vai ser percebido cerca de seis meses depois da cirurgia.

Você também pode gostar de: Lipoaspiração: Como funciona a recuperação ao realizar a cirurgia

Conheça mais sobre o procedimento em: Lipoaspiração

Conheça também outros procedimentos em: Cirurgias Plásticas

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).