Redução de Aréola e Mamilo: Tudo o Que Você Precisa Saber

Acha que suas aréolas são muito grandes ou que seus mamilos aparecem demais? Então veja como a cirurgia de redução pode solucionar esses problemas

Quando pensamos em procedimentos para corrigir e melhorar a aparência das mamas, logo nos vêm à mente as próteses de silicone e o lifting dos seios. Porém, existem mais possibilidades para essa região, como a cirurgia de redução de aréola e mamilos.

Afinal, além das queixas em relação ao volume e à flacidez dos seios, muitas mulheres se sentem insatisfeitas com o tamanho das aréolas e mamilos, pois um aumento nessas regiões dá um aspecto mais envelhecido às mamas.

Inclusive, uma pesquisa feita no Reino Unido mostrou que 92% dos entrevistados considera o conjunto formado por aréola e mamilo pouco estético quando ocupa mais de 50% da área dos seios, por aparentar ser grande demais.

Embora não haja uma regra para uma parte do corpo ser considerada esteticamente agradável, pois é a proporção entre as medidas que cria a harmonia, existe uma tendência de considerar “ideal” um conjunto aréola-mamilo que ocupe de 20% a 30% da área dos seios.

Para quem as cirurgias são indicadas

Mulheres que se sintam desconfortáveis por ter uma aréola considerada grande demais podem se beneficiar da cirurgia de redução, assim como aquelas que ficam constrangidas pela projeção dos mamilos por baixo das roupas.

Esses procedimentos podem ser feitos isoladamente ou de forma complementar a outras cirurgias plásticas das mamas, proporcionando um conjunto ainda mais harmônico para a paciente.

Para os homens, as cirurgias de aréola e mamilo costumam acompanhar a cirurgia de ginecomastia, evitando que eles restrinjam suas atividades por vergonha do próprio corpo. Para eles e para elas, esses procedimentos representam também um ganho de autoestima.

Como é feita a cirurgia de redução de aréola

 

cirurgia redução de aréola Se for necessário utilizar a sedação intravenosa para que a paciente durma, o procedimento deve ser feito no hospital.

A cirurgia de redução de aréola consiste em remover a pele mais pigmentada por meio de uma incisão ao redor dessa região. A incisão também pode ser feita na base do mamilo se essa opção possibilitar uma cicatriz menor e mais discreta.

Os pontos da diminuição da aréola costumam ser retirados de 7 a 10 dias depois. A paciente recebe alta no mesmo dia e pode voltar às suas atividades normais 72 horas após o procedimento, desde que ele seja feito isoladamente.

Caso a redução da aréola seja associada a uma mamoplastia ou mastopexia, o tempo de repouso é mais longo e exige mais cuidados no pós-operatório.

Como é feita a cirurgia de redução do mamilo

Assim como a cirurgia de redução de aréola, o procedimento para diminuir o mamilo também é feito com anestesia local, associada ou não com sedação intravenosa, e tem um pós-operatório considerado tranquilo.

A técnica cirúrgica depende de qual aspecto dos mamilos será reduzido: a largura, o comprimento ou a projeção, ou mesmo uma combinação desses fatores.

O local das incisões depende dessa decisão. Para mamilos muito longos, por exemplo, pode-se retirar um anel de pele da sua base por meio de uma incisão em forma de círculo.

Depois da remoção dos excessos de tecido, o novo mamilo é fixado no centro da aréola por meio de pontos que são retirados após 7 a 10 dias. As cicatrizes costumam ser bastante discretas.

Cuidados no pós-operatório da cirurgia de redução da aréola ou mamilo

A redução de aréolas e mamilos não apresenta muita dor na recuperação, e os possíveis desconfortos costumam ser aliviados com analgésicos comuns. Pode haver um pouco de inchaço, mas ele não é muito pronunciado e cede em cerca de 2 semanas.

Os curativos dependem do tipo de cirurgia realizada. Para a redução do mamilo, eles não devem exercer pressão na região manipulada. Já no caso das aréolas, a compressão não é necessariamente uma proibição. Os pontos são retirados de 7 a 10 dias depois.

Os cuidados do período de recuperação envolvem o uso de um sutiã pós-cirúrgico por no mínimo 30 dias, pois essa peça oferece a sustentação necessária para essa fase sem machucar a pele. A exposição solar deve ser evitada por pelo menos 6 meses.

É importante ressaltar que, quando a cirurgia de redução de aréola ou mamilos é feita em associação com uma mamoplastia ou mastopexia, o tempo de recuperação é mais longo e o pós-operatório exige mais cuidados.

Resultados esperados

Os resultados aparecem conforme o inchaço regride e podem ser vistos em sua forma definitiva de 6 meses a 1 ano depois da cirurgia, quando as cicatrizes já estarão mais claras e finas.

Vale lembrar que alguns pacientes têm uma perda temporária da sensibilidade na região operada, mas esse efeito costuma desaparecer depois de algumas semanas.

Essas cirurgias prejudicam a amamentação?

A cirurgia de redução de aréola trabalha apenas a pele ao redor do mamilo e não costuma comprometer a amamentação por não mexer no mamilo nem na glândula mamária.

Já a cirurgia de redução do mamilo, que exige a retirada do bico do seio e sua posterior recolocação, pode sim prejudicar a amamentação, embora não seja uma regra.

Além disso, outro fator que precisamos analisar é que a gestação e o aleitamento materno são duas das principais causas de flacidez nas mamas, o que pode alterar o formato da aréola ou do mamilo e comprometer o resultado da cirurgia plástica.

Por isso, mesmo quando não há risco de prejuízo para a amamentação, é aconselhado fazer essas correções cirúrgicas depois de já ter tido e amamentado todos os filhos desejados.

Dessa forma, mesmo sendo um procedimento relativamente simples, a cirurgia de redução de aréola e mamilo deve ser feita apenas por cirurgiões plásticos experientes e certificados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Se você se sente incomodada com essa parte do corpo, agende sua consulta com a Dra. Luciana Pepino para conhecer as melhores indicações para o seu caso!

CTA Ainda tem duvidas