O inverno está chegando! Como manter a forma?

Mulher se pesando em balança

O inverno é conhecido por ser a estação em que ganhamos uns quilinhos a mais. Saiba como fugir desse efeito e manter a forma.

“No inverno a gente come mais e acaba engordando” – é isso que todo mundo diz, não é mesmo? De fato, sentimos mais vontade de comer quando as temperaturas estão mais baixas, mas isso não significa necessariamente que você vai chegar à primavera ostentando alguns quilinhos a mais.

Nessa época, as receitas ficam mais encorpadas e levam mais ingredientes ricos em carboidratos e gorduras para satisfazer nossa vontade de comer uma refeição bem quentinha e aconchegante, ao mesmo tempo em que as saladas e frutas acabam ficando meio de lado, pois elas não parecem mais tão apetitosas assim.

Somando isso à preguiça de ir à academia nos dias mais frios, você tem o resultado: uma silhueta mais rechonchuda ao final dos meses de inverno e que vai dar bastante trabalho até o verão.

Porém, você deve saber que engordar nos meses mais frios não é uma regra. Seguindo algumas medidas, é possível sim manter a forma no inverno. Veja nossas dicas:

Um truque para comer vegetais

Naqueles dias de temperaturas abaixo dos 15 graus, é difícil mesmo pensar em comer salada. Alface, tomate, pepino, rúcula… Tudo isso acaba ficando para “outro dia”, pois os vegetais frios não são mesmo muito apetitosos no inverno.

Entretanto, abandonar o consumo de vegetais é um erro grave para quem deseja manter a forma, pois o organismo precisa das fibras para manter o bom funcionamento intestinal e das vitaminas e sais minerais para garantir que todos os processos do metabolismo sejam realizados apropriadamente.

Um truque para manter o consumo de vegetais nos dias mais frios é apostar na troca das saladas frias pelos refogados. Você pode variar entre couve, brócolis, couve-flor, cenoura, chuchu e abobrinha, por exemplo, regados com um pouco de azeite e temperados com cheiro-verde, sem pesar a mão no sal.

mulher comendo brócolis

Tem truque para as frutas também

Assim como as saladas ficam menos apetitosas no inverno, algumas frutas também acabam ficando meio de lado nos dias mais frios. Porém, as frutas são fontes importantíssimas de vitaminas e antioxidantes, então é importante manter o consumo.

Se você sente dificuldade para comer frutas nessa época do ano, dê preferência para aquelas que podem ser assadas com canela e um pouco de mel, como maçã, banana e pera. Caso você consiga incluir na sua dieta, procure consumir laranja, tangerina, limão e acerola para reforçar a ingestão de vitamina C.

Cuidado com os lanches e cafés calóricos

Comer uma fatia de bolo ou um pão de queijo no final de semana não vai estragar a sua dieta, mas fazer disso um hábito certamente vai resultar em alguns quilinhos a mais. Para manter a forma no inverno, é preciso driblar a vontade de consumir lanches e bebidas muito calóricas, restringindo essas escolhas a uma vez por semana.

É claro que um bolo de cenoura com cobertura de brigadeiro é uma delícia, mas comer uma fatia grande acompanhada por um cappuccino não é a melhor opção para manter a forma no inverno. Caso não dê para resistir ao bolo, escolha um chá sem açúcar ou um cafezinho para acompanhar.

No caso do cappuccino e chocolate quente, procure trocar os ingredientes comuns pelas versões mais saudáveis: use leite desnatado, adoçante, achocolatado light etc. Um detalhe: mesmo que os ingredientes sejam light, o consumo dessas bebidas deve ser moderado.

mulher tomando chocolate quente

Sopa ajuda a manter a forma, desde que você faça boas escolhas

Não adianta se iludir achando que você pode repetir o prato quantas vezes quiser porque “é sopa” e “sopa não engorda”. Lamentamos informar, mas sopa pode engordar sim, dependendo dos ingredientes.

Certamente, uma sopa que leva massa, batata ou creme de leite é muito mais calórica do que uma sopa de legumes com peito de frango. As sopas podem ser uma boa opção para manter a forma no inverno e saciar a vontade de comer algo quentinho, mas é preciso fazer boas escolhas na hora de prepará-las.

Utilize apenas um tipo de carboidrato (massa integral, arroz integral, batata-inglesa, batata-salsa etc.), adicione carnes magras como peito de frango e capriche nos vegetais pobres em calorias, como chuchu, vagem e abobrinha.

Se você quiser preparar um creme, troque o creme de leite (mesmo que seja light) por uma mistura de leite desnatado e amido de milho para engrossar a receita. O creme de leite pode ser gostoso, mas infelizmente é muito calórico.

Além disso, procure evitar o uso de temperos industrializados, pois eles são ricos em sódio, que contribui para a retenção de líquidos. No lugar deles, utilize salsinha, cebolinha e outras ervas de sua preferência.

mulher tomando sopa para manter a forma

Xô, preguiça!

A tentação de ficar na cama é grande, a gente sabe. Nessa hora vale tudo, desde dormir com a roupa da academia até deixar o tênis do lado da cama. Porém, se você realmente não consegue levantar para ir até a academia, considere mudar seu treino para a hora do almoço ou mesmo depois do trabalho.

Se o problema é o frio, tenha em mente que em poucos minutos você estará aquecida, principalmente se você se dedicar a atividades aeróbicas como caminhada ou bicicleta.

O verão vem aí

Antes de jogar pelos ares todo o controle alimentar que você fez na primeira metade do ano, tenha em mente que o verão logo estará despontando por aí.

Em vez de “correr atrás do prejuízo” a partir de setembro, que tal se propor a viver uma estação diferente e cheia de hábitos saudáveis para manter a forma no inverno? Certamente, será mais fácil chegar na silhueta desejada antes de dezembro.

Você também pode gostar de: Manter o corpo em forma nas festas de fim de ano, é possível? Veja algumas dicas

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).