11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Esses hábitos estão danificando a saúde das suas unhas!

Como anda a saúde de suas unhas? Separamos hoje alguns hábitos que as mulheres têm e que podem ser exatamente o que está causando o enfraquecimento de suas unhas.

As unhas são os xodós das mulheres dos tempos modernos e isso é unanimidade não só nacional, mas mundial. Nos quatro continentes do planeta, as mulheres estão ficando a cada dia mais preocupadas com a saúde de seus corpos e, logicamente, as unhas também estão no pacote. As brasileiras são algumas das primeiras nacionalidades a entrar na fila das divas. Qual é a brasileira que não gosta de arrumar e mudar a cor das unhas para combinar com o look? Pois é. No entanto, muitas mulheres estão sofrendo com o enfraquecimento das unhas e acham que a causa principal disso é algum tipo de alergia nas unhas ou o fato de estarem sempre repintando-as. Isso de fato pode acontecer, mas o mais comum e que acarreta toda essa perda de vivacidade das unhas tem a ver com muitos de nossos hábitos inadequados. Listamos abaixo os principais hábitos que a mulher deve tentar extinguir de sua vida se quiser que suas unhas continuem crescendo sempre lindas e saudáveis.

Não descasque o esmalte
Esse é um dos primeiros maus hábitos que temos que jogar para bem longe de nossas vidas se quisermos continuar tendo unhas fortes e bonitas. O hábito de ficar descascando a unha, seja com a boca ou com algum instrumento, traumatiza a ponta dos dedos e enfraquece sua matriz.

Não deixe de aplicar base antes de passar o esmalte
A base atua como uma espécie de camada de proteção para as pontinhas dos dedos e, com isso, evita que os elementos nocivos do esmalte danifiquem as unhas a longo prazo. Com isso, você consegue impedir as agressões causadas pelo esmalte, principalmente se tratando de unhas mais sensíveis, e fazendo com que a cor prevaleça por um período de tempo mais longo.

Pare de roer as unhas já!
Além de ser um hábito para lá de anti-higiênico e trazer um mundo de micróbios para dentro de nosso organismo através da boca, ou seja, convidando-os a adentrarem nosso corpo, roer as unhas ajuda a enfraquecê-las e as deixa mais vulneráveis às ações nocivas de produtos com composição mais forte.

Remoção excessiva da cutícula
Remover a cutícula é uma coisa que muitas mulheres fazem sem nem pensar mais. Esse hábito é enxergado pelo nosso organismo como sendo uma agressão para nosso corpo, uma vez que a cutícula serve exatamente para proteger as unhas de germes, bactérias e fungos.

Esterilização dos utensílios
Ao tratar de suas unhas em casa, é essencial que haja uma preocupação maior em relação aos instrumentos utilizados , esterilizando bem os alicates e cortadores de unha, por exemplo, para que as toxinas não sejam passadas para você durante o tratamento. Se você tem o costume de fazer as unhas no salão, esse risco é maximizado, visto que em um salão são atendidas dezenas de mulheres diariamente. O que deve ser feito é sempre observar se os aparelhos e utensílios estão sendo devidamente esterilizados pelas profissionais manicures/pedicures. Assim, não há perigo algum.

Usar calçados muito apertados
Evite calçar saltos muito estreitos e sapatos apartados demais para o seu tamanho e formato de pé. Não seja teimosa. Se o calçado está apertado, significa que você precisa comprar um número a mais e não se sujeitar a ficar calçando algo desconfortável por motivo de aparência. A saúde é sempre mais importante, pois ela é sua e de mais ninguém. O calçado apertado estrangula a região das unhas, principalmente o mindinho e o dedão do pé, o que pode causar traumatismos nas unhas, quebras, além do aparecimento de hematomas e unhas visivelmente mais enfraquecidas ou até mesmo amareladas. É importante cuidar das unhas dos pés da mesma forma que você cuida das unhas de suas mãos!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).