11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

A alimentação influencia no tratamento para acne?

Saiba quais alimentos podem ser grandes vilões para sua pele no tratamento para acne e descubra como evitá-los!

 

Assim como em diversos outros aspectos da nossa vida, manter uma boa alimentação é fundamental principalmente para quem deseja garantir a eficiência do tratamento para acne.

Embora seja difundido por aí que a conexão entre os alimentos e a acne é uma lenda, pesquisas e estudos comprovam que uma dieta desequilibrada e pobre em nutrientes podem agravar a condição, inclusive em homens e mulheres com mais de 25 anos. 

Mas afinal, quais são os alimentos que realmente podem favorecer o surgimento dos tão temidos cravos e espinhas? É justamente sobre isso que viemos falar hoje! Acompanhe.

Acne x alimentação: qual a relação?

Diversos pesquisadores do mundo inteiro vem à anos realizando pesquisas a fim de tentar entender a relação entre uma alimentação ruim e o surgimento de episódios de acne em pessoas adultas. 

De fato, acredita-se que determinados hormônios, como por exemplo a testosterona e a insulina estejam diretamente ligados à essa condição. 

E diante disso, alimentos que elevam os níveis dessas substâncias no corpo podem sim, ser responsáveis por provocar a condição nos indivíduos que sejam mais propensos a desenvolvê-la. 

Além disso, os alimentos com alto índice glicêmico também podem favorecer o surgimento de outros problemas relacionados à saúde da pele, como o aparecimento de rugas, linhas de expressão, envelhecimento precoce, dentre outros. 

Quais são os alimentos que mais prejudicam a pele? 

Agora que você já sabe que alguns alimentos podem ser grandes vilões para a sua pele, é hora de reconhecê-los e eliminá-los de uma vez por todas da sua dieta. Confira a lista: 

  • Alimentos industrializados: por conter uma grande quantidade de corantes, aromatizantes e principalmente açúcares, esse tipo de alimento pode contribuir para inflamar a pele e causar os cravos e espinhas;
  • Alimentos com alto índice glicêmico: tortas, bolos, balas e doces em geral; 
  • Alimentos ricos em carboidratos: pães, massas e refrigerantes;
  • Leite e derivados: embora o consumo não seja proibido, o ideal é que ele seja evitado, pois podem aumentar a produção de sebo nas glândulas da pele.
Como os alimentos influenciam no tratamento para acne

Alimentos que ajudam a prevenir a condição

Muitos especialistas recomendam que uma alimentação balanceada e rica em bons nutrientes é necessária e ajuda na prevenção e tratamento da acne. No entanto, alguns alimentos específicos são indicados para manter a pele mais saudável e bonita: 

  • Peixes: opte pelos mais ricos em ômega 3, como a sardinha e o atum;
  • Frutas e verduras de cor amarelada/alaranjada: ricas em betacaroteno, ajudam a diminuir os processos inflamatórios na pele (cenoura, abóbora);
  • Castanhas e sementes: castanha-do-pará, amêndoas, nozes, linhaça e quinoa ajudam a reduzir a oleosidade e na cicatrização;
  • Vegetais verdes: auxiliam no bom funcionamento do nosso sistema digestivo, favorecendo também a saúde da pele (alface, repolho, espinafre).

Também é recomendado consumir no mínimo 2 litros de água por dia para eliminar as toxinas e impurezas presentes no organismo. 

Além dessas dicas, é importante manter bons hábitos de cuidados com a pele, realizando limpezas faciais, rotinas de skincare e afins. Outros procedimentos estéticos como o peeling facial, microagulhamento e até mesmo o botox também são bons aliados para manter sua pele sempre jovem, bonita e principalmente saudável.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).