Correção de Cicatrizes



Cicatrizes inestéticas



Em reação a uma lesão na pele (corte, incisão cirúrgica, queimaduras, escoriações...) o corpo inicia um processo de reparo chamado cicatriz, com formação de colágeno. O resultado deste reparo pode ser de melhor ou de pior qualidade dependendo da etnia, sexo, idade, local do corpo, presença de infecções, tensão da pele...

Nem toda cicatriz inestética pode ser chamada de quelóide.

1 - Quais são as cicatrizes inestéticas?

Quelóides
São “cicatrizes que não páram de crescer”. Existe uma produção exagerada de colágeno.
Se tratam de cicatrizes endurecidas que aumentam progressivamente.
Tem como característica ultrapassar as margens da cicatriz. É firme, avermelhada e muitas vezes vem acompanhada de prurido (coceira).
Geralmente não diminui de espessura.
Acomete mais frequentemente negros e asiáticos.
Acontece mais comumente em regiões de pele espessa como tórax (anterior e posterior).

Cicatriz Hipertrófica
Cicatriz espessa, porém não ultrapassa as margens da lesão. Existe um desordenamento das fibras de colágeno.
Frequentemente melhora com o tempo, reduzindo sua espessura.
Tratamentos podem ajudar a acelerar esse processo.

Cicatrizes Alargadas
Muito semelhante a estrias, tem a pele bem fina e frouxa e podem estar abaixo do nível da pele (rasa).
Geralmente podem acontecer em áreas de maior tensão de pele.

Cicatrizes discrômicas
Cicatriz que apresenta cor diferente a tonalidade da pele.
Podem ser hipercrômicas (escuras) ou hipocrômicas (mais claras).
É importante que estas alterações não sejam confundidas com fases precoces da cicatrização (até 1 ano e meio).

2 - Quais são os tratamentos?

Antes de mais nada vale ressaltar que a prevenção ainda é o melhor tratamento.
A identificação dos fatores que levaram à cicatriz inestética aumentam a chance da eficácia do tratamento.
Mas os tratamentos apresentam resultados variáveis.

Opções de tratamento:

Quelóides
1. Curativos Compressivos
2. Placas de silicone
3. Uso de produtos tópicos e massagens
4. Cirurgia. Muitas vezes associada a outros tipos de tratamentos que visarão diminuir a recorrência do quelóide.
5. Injeções de corticóides: São aplicadas no interior da cicatriz.
6. Criocirurgia: Utiliza-se nitrogênio em temperatura muito baixa
7. Radioterapia (Betaterapia): radioterapia superficial com efeito apenas na pele. Realizada em 10 sessões, iniciando após 24 a 48 horas após a retirada da cicatriz.

Cicatrizes hipertróficas:
1. Curativos Compressivos
2. Placas de silicone
3. Uso de produtos tópicos e massagens
4. Cirurgia. Muitas vezes associada a outros tipos de tratamentos que visarão diminuir a recorrência da cicatriz hipertrófica.
5. Injeções de corticóides: São aplicadas no interior da cicatriz.

Cicatrizes Alargadas:
1. Cirurgia associada a curativos contensores.

3 - Como é feita a Correção cirúrgica das cicatrizes?

A cicatriz é retirada completamente e refeita com pontos internos.

4 - Que tipo de anestesia é usada?
Geralmente utilizamos anestesia local, mas cicatrizes muito extensas ou em pacientes de condição especial a sedação pode ser associada a anestesia local.

5 - É necessário algum tipo de repouso?
Solicito apenas a interrupção de atividades físicas no período de 7 dias, não sendo necessário o afastamento do trabalho ou de atividades rotineiras.
Porém cada caso deve ser avaliado isoladamente.

6 - O pós-operatório é doloroso?
Não.

7 - São necessários outros tratamentos?
Dependendo da característica da cicatriz que será retirada poderemos indicar a associação de um ou mais tratamentos citados acima.
 
 
Dra. Luciana Leonel Pepino
Diretora Técnica Médica
CRM-SP 106.491
São Paulo - SP: Rua Itapeva, 202 • cj 126/127/128/129 • Bela Vista • tel (+55 11) 3285-6412 • 3285-3514 • 3284-4216 • 3284-5851
contato@lucianapepino.com.br
“Este site segue os princípios da resolução do CFM 1974/2011 e do código de conduta Web de medicina e saúde. A informação é oferecida com propósito de educação e informação, não necessariamente são técnicas praticadas na Clínica. Não substitui opinião médica em atendimento formal. Se você tem qualquer problema de saúde, contate seu médico ou profissional de saúde. O objetivo do ato médico, como em toda a prática médica, constitui-se da obrigação de meio e não de fim ou resultado. Todas as informações e textos são produzidos por médicos da Clínica. Fotos são meramente ilustrativas. Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento”.
© 2010 Dra. Luciana Leonel Pepino. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Nishiweb